A Menina que roubava Livros :. Markus Zusak

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS
MARKUS ZUSAK
Intrinseca


Título Original - The Book Thief

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em A Menina que Roubava Livros. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência.

Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, O Manual do Coveiro. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram estes livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto a sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal. Mas só quem está ao seu lado sempre e testemunha a dor e a poesia da época em que Liesel Meminger teve sua vida salva diariamente pelas palavras, é a nossa narradora. Um dia todos irão conhece-la. Mas ter a sua história contada por ela é para poucos. Tem que valer a pena.

Recomendo!

Um livro inteligente, bem estruturado, sensível, humano e muito cativante! Amei!

Foi um dos livros mais poéticos e ao mesmo tempo realistas que já li. Lindo demais!

A história é contada pela Morte, mas não se assuste. Essa é a verdadeira poesia da narrativa.

Romance inovador que, por dois anos, conquistou as listas de mais vendidos do Brasil. Narrado do ponto de vista de uma personagem incomum, a Morte, é a história de uma menina alemã que, para escapar do nazismo, é adotada por um casal humilde. Focaliza sua convivência com amigos, com autoridades, com um judeu, e sua paixão por livros, que a salva da destruição da Segunda Guerra Mundial.

Perfeito! Um livro onde você tem noções de filosofia, política, religião, psicologia, etc. Morte e vida se enfrentam e se confrontam. Ter a dignidade de valer a pena viver é o tema central dessa história. Exclusões, racismos, divergências, classes sociais, mostram-nos a dor e a poesia da vida. Com o uso das palavras certas, na hora certa, constrói-se ou destrói-se o ser humano.

Um ótimo livro, feito para pensar e refletir sobre as dificuldades enfrentadas na Alemanha nazista e uma linda amizade infantil pura e leal.

Com ótimos personagens e uma linguagem diferente e bem legal de ler.

7 comentários:

  1. Oi Carla! Obrigada mesmo! Eu tava sabendo que ia passar, mas nunca sabia o horário (sou PÉSSIMA com horários de programas rs). Brigada mesmo amr :)

    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu também li esse livrinho e adorei!
    Belo post!
    Beijos,
    Náh

    ResponderExcluir
  3. Oiii...

    Nossa quero muito ler esse livro e a bastante tempo tenho enrolado, vamos ver se no ano de 2010 eu leio...hehehe!!!

    Bjos e uma ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá !
    Conheci seu blog hoje.
    Gostei demais. Parabéns !
    Beijos de fada.
    Luka.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Luka.

    Fico feliz por ter gostado do meu cantinho.

    Obrigada pelo carinho!

    Fique à vontade e volte sempre!

    Beijos.

    Carla.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana!

    Imagine, querida.

    Resolvi passar a programação do filme, porque muitas pessoas que leram o livro Marley & Eu, talvez queiram ver o filme também!

    Espero que você consiga ver o filme também, que é fofo, mas eu ainda prefiro mil vezes o livro. rs.

    Beijos.

    Carla.

    ResponderExcluir
  7. ~ Náh, obrigada.

    ~ Mariane, leia sim. Tenho certeza de que você vai gostar.

    Beijos.

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.