O LIVRO PERDIDO DAS BRUXAS DE SALEM, de Katherine Howe


O LIVRO PERDIDO DAS BRUXAS DE SALEM
KATHERINE HOWE
Suma de Letras

Título Original: The Physick Book of Deliverance Dane

"Um mistério sobrenatural e arrebatador. Fascinante."
~ Matthew Pearl ~

Em  1692, Salem, Massachusetts, o cenário é de uma histérica caça às bruxas. Mais de 150 pessoas presas. Trinta enforcadas. Uma comunidade marcada para sempre pela desconfiança de que a pessoa ao lado poderia ser adepta da feitiçaria e adoradora do demônio.

Em 1991, Connie Goodwin, uma estudante de doutorado se muda para a velha casa de sua avó, nas proximidades de Salem. Connie é prática, racional, cética. Mas a casa parece guardar segredos, lembranças de uma época em que a ciência se confundia com a fé - entre elas, uma Bíblia do século XVII. Dentro dela, uma chave. Enrolado na chave um papel. Nele, um nome escrito: Deliverance Dane.

Quem foi essa mulher? Como ela viveu, morreu e qual a sua relação com a casa? Ao desvendar esse enigma, Connie mergulhará no passado da região e terá de reavaliar sua visão de mundo e sua própria identidade.

A AUTORA


Katherine Howe nasceu em 1977, em Houston, Texas, e se formou na Universidade de Colúmbia, no estado de Nova York. Ela vive com o marido em Marblehead, em Massachusetts, o mesmo estado onde o condado de Essex, onde seus antepassados se estabeleceram nos anos 1620, setenta anos antes dos julgamentos de Salem. Katherine é descendente de Elizabeth Howe, enforcada como bruxa em 1692, e de Elizabeth Proctor, que escapou da execução por estar grávida na época e é personagem da peça 'As Bruxas de Salem', de Arthur Miller.

"O Livro Perdido das Bruxas de Salem" é o primeiro romance da autora, que integra os fatos históricos a uma narrativa ficcional de tom feminista.

♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸.•♥

Recomendo!

O que os espera nesse livro é uma história surpreendente! 

Um romance arrebatador e abrangente com o qual adquiri um grande conhecimento sobre a magia e o mundo fascinante do universo das bruxas, cuja abordagem inclui a origem desde os fatos históricos, alguns rituais religiosos, remédios, poções, curiosidades, fatos verídicos, os costumes daquela época, etc.

Uma leitura deliciosa e instigante com o qual me encantei!!!

O encontro de Connie, a protagonista, com uma figura enigmática, acentuará ainda mais a busca por um passado, em que ela fará de tudo para revelar.

Para Connie Goodwin, 1991 prometia ser um ano exclusivamente dedicado aos estudos para sua dissertação de doutorado em Harvard. Mas sua mãe, Grace, uma mulher tão esotérica e serena quanto Connie é lógica, prática, dinâmica, tinha planos distintos. A casa da mãe de Grace no interior do condado de Essex estava em ruínas e precisava ser reformada e vendida. Ao pedir à filha para tomar as rédeas deste problema, mal sabia ela que estaria alterando de forma profunda o curso da vida de Connie. Ou será que, sim, sabia?

No condado de Essex fica a cidade Salem, palco dos julgamentos de 1692, quando mais de 150 pessoas foram presas e acusadas de bruxaria e mais de vinte condenadas à forca. O episódio é um dos mais infames da história dos Estados Unidos, um triste exemplo de histeria coletiva, de proporções medievais disseminada, por um grupo de meninas pré-adolescentes e abraçada por uma comunidade em busca de vingança.

Ao se estabelecer na casa da avó, Connie, começa a mergulhar no passado da região e mais especificamente no de Deliverance Dane, uma mulher cujo nome estava num pedaço de papel guardado junto de uma chave. Uma mulher que se dedicava a curar pessoas doentes, receitando remédios e poções - por isso mesmo, como tantas contemporâneas suas, malvista por parte de sua comunidade.

A pesquisa acadêmica e a busca pessoal de Connie se misturam gradativamente até que fica clara a possibilidade da existência de um livro que guardaria os segredos de Deliverance Dane. Um livro de remédios? De feitiços? E o mistério cuja solução revelará até onde ia o preconceito de uma sociedade para alguns dos seus membros. E o quanto a linhagem de Connie está ligada ao que ocorreu na região há mais de três séculos...

É uma história atual com um toque original. Esqueçam as vassouras e os chapéus pontudos, pois aqui estão as bruxas que hoje poderiam estar muito bem entre nós. Amei saber sobre os fatos e boatos acerca dos chapéus, vassouras, e todos os assuntos relacionados à magia e às bruxas!

Constance, mais conhecida como Connie, porque é assim que gosta de ser chamada, já que ela odeia o seu nome de batismo, é uma jovem independente. Sua única família é Grace, sua mãe, já que Connie é órfã de pai e de avós. Sua mãe, Grace, é adepta das ciências ocultas. Apesar das divergências entre as duas, elas se amam.

Devido ao fato de ser uma historiadora, 1991 prometia ser um ano exclusivamente dedicado aos estudos para a dissertação de doutorado em Harvard de Connie, já que ela adorava estudar, principalmente sobre o período colonial. 

Quando ela estava na bancada dos professores em Harvard, me senti na pele da personagem, porque o professor e orientador dela, Chilton, era um tirano! Quem já não passou por isso? Ficou com medo de um professor, na hora de uma prova ou dissertação oral? 

Continuando...

E, para ser admitida no mestrado, ela começa a fazer pesquisas sob a orientação de Chilton, seu professor e pesquisador, e se embrenha nesse mundo fascinante! Mas, ela ainda está em dúvida, sobre o que pesquisar...

Enquanto isso, Grace pede a ajuda da filha para resolver o problema da casa da avó de Connie, que estava em ruínas e precisava ser reformada e vendida. Ao se estabelecer na casa, Connie começa a mergulhar no passado da região e mais especificamente no de Deliverance Dane, uma mulher cujo nome estava dentro de uma Bíblia, num pedaço de papel guardado junto de uma chave.

Agora, ela sabe como continuar sua pesquisa, já que sua curiosidade e espírito de historiadora é mais forte e com isso começa a visitar diversas regiões, entre elas  Marblehead e Salem em busca de mais informações. 

No decorrer das pesquisas, ela sai em busca de um almanaque, mais conhecido como 'Livro das Sombras', que pertenceu a Deliverance Dane e suas contemporâneas, que eram mulheres  cheias de virtudes, honestas, simples, mas perante a sociedade religiosa da época, que as repudiavam por serem bruxas, agiam com fibra e coragem. Deliverance Dane, assim como suas contemporâneas, eram mulheres que se dedicavam a curar pessoas doentes, receitando remédios e poções - por isso mesmo, eram malvistas por parte de sua comunidade. Me emocionei muito ao vivenciar a vida dessas mulheres!

Nesse meio tempo, ela acaba deparando com Sam que, além de ser lindo, é uma pessoa extrovertida, que faz muito bem à alma de Connie. Ele é um restaurador de igrejas, que acaba tornando-se seu amigo, confidente e um grande colaborador e, ao mesmo tempo, auxiliando-a nas suas pesquisas. Se rola mais algo entre eles, você terá que ler o livro para saber...

Ao ler sobre o 'Livro das Sombras' lembrei-me do seriado das bruxinhas Halliwell: "Charmed". Quem não se lembra? Atualmente está passando no canal LIV, de segunda a sexta, às 19h e reprise às 15h. Em muitos aspectos, 'O Livro Perdido das Bruxas de Salem' lembrou-me muito dessa série! As investigações com Sam, os mistérios, os poderes, etc.

Durante a leitura, consegui me transportar no mundo da casa da avó de Connie. Uma casa mística e, ao mesmo tempo, sinistra e acolhedora, que sobreviveu ao tempo, por diversas gerações, durante os longos períodos da história. Mesmo em ruínas, a casa despertava um ar cheio de mistério e escondia muitos segredos. Possuía um jardim repleto de ervas, hortaliças e muitas coisas antigas, incluindo os mais variados apetrechos que só alguém versado em magia poderia ficar alucinado e adoraria viver naquela casa, mesmo que não tivesse telefone, eletricidade e estivesse caindo aos pedaços. Mas, o que uma boa reforma não faz, não é? :) 

No decorrer da história, em meio às investigações, começam a acontecer fatos estranhos e bizarros dentro e fora da casa da avó... Connie começa a ter visões... e a adquirir um dom... Que dom será esse? Connie fica assustada, mas vai entendendo que as coisas levam a um só lugar... Só lendo mesmo para saber... :)

A primeira vez que li a palavra Mandrágora, adivinhem quem me veio à cabeça? O famoso bruxinho Harry Potter!!! É, quem não se lembra das mandrágoras que ele manuseava nas aulas? rs.

Adorei saber mais sobre a cidade Salem, palco dos julgamentos de 1692, quando mais de 150 pessoas foram presas e acusadas de bruxaria e mais de vinte condenadas à forca. O episódio é um dos mais infames da história dos Estados Unidos, um triste exemplo de histeria coletiva, de proporções medievais disseminada, por um grupo de meninas pré-adolescentes e abraçada por uma comunidade em busca de vingança. 

Fiquei abismada  e chocada com esses fatos históricos, mas por outro lado me encantei de saber um pouco mais como as pessoas viviam nessa época, seus costumes, sua cultura, sua comida, etc. Fiquei horrorizada e penalizada ao saber que muitas eram acusadas de bruxaria, só pelo fato de serem curandeiras. Enquanto, no tempo de nossos avós, as pessoas se curavam com chá e ervas, porque era muito difícil procurar um médico que ficava muito longe do local em que moravam. Hoje em dia, há tantos curandeiros, homeopatas, medicina alternativa e, nem por isso, são bruxos. :)

Achei válida as diversas mensagens de reflexão que o livro passa. São lições que paramos para refletir e acreditarmos em nós mesmos!

Este romance flui com charme e poética eloqüência, que atinge elevado mérito literário, enquanto inventa um quebra-cabeças sobrenatural emocionante e fascinante.

Leitura imperdível e arrebatadora do início ao fim! Ideal para quem curte gêneros de ficção, realidade, história, magia e... bruxas!

Se vocês quiserem saber mais acerca do livro, leiam as resenhas das queridas amigas:


Alexandra, do blog 'La Sorcière'
Sabrina, do blog 'Libros Di Amore'

6 comentários:

  1. Eu quero! Eu quero! Assim não dá!
    Vocês ficam fazendo essas resenhas tudebão e eu fico na vontade de ler!!!
    Carlinha, me empresta o seu?? #Quebrada! rs

    ResponderExcluir
  2. Menina, esse livro deve ser mágico mesmo, eu não me contenho de tanta vontade de ler ele, rsrsrsrs!!!!
    Tenho certeza de que é mesmo maravilhoso!

    ResponderExcluir
  3. Eu também resenhei este livro.
    Tivemos opiniões bastante parecidas.
    Alê

    ResponderExcluir
  4. Menina, todo mundo fala bem desse livro. E eu nem thcum pra ele acredita?? Vou colocar na wish list.

    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha!
    Estou super curiosa para ler o livro ;)

    ResponderExcluir
  6. Poxa! Sua resenha me deixou com água na boca! O livro acabou de chegar aqui em casa e não vejo a hora de começar! Te indiquei lá no meu blog ok? Gostei mesmo da resenha, valeu!
    Carla Luz - http://livrolatra.blogspot.com

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.