Personal Demons: Amor Infernal - Lisa Desrochers

PERSONAL DEMONS: AMOR INFERNAL
LISA DESROCHERS
Editora ID

Este livro, com 488 páginas, é o primeiro volume da série "Personal Demons", cujo enredo mostra a história da jovem Frannie, dividida entre o infernal Luc e o angelical Gabe, que brigam pela possessão de sua alma e de seu coração, onde travarão uma enorme batalha entre as forças do Bem e do Mal.

A vida de Frannie, uma jovem de dezessete anos, que é a ovelha negra de uma família rigorosamente católica, nunca esteve tão movimentada: além de ajudar seu avô a montar carros, escapar de seus inúmeros admiradores, ela precisa decidir para que universidade ir, já que quer estudar Relações Internacionais, porque acaba de separar-se de Ryan Keefer, seu namorado, e de abandonar a banda que ele lidera.

Ela nunca acreditou em "amor à primeira vista" e no verdadeiro amor. Questiona muito sua religião (Quem nunca questionou?!), porque perdeu a crença em Deus, desde que seu irmão gêmeo Matt faleceu e não consegue se perdoar e superar esse trauma, por isso começou a praticar judô por se autodestruir, por conta do seu isolamento e quietude.

Suas melhores amigas são Taylor e Riley, que são opostas uma da outra tanto fisicamente quanto em personalidades. Apesar de lasciva, Tay tem uma vivacidade e um brilho no olhar, como também tem limites. Sempre fica com os melhores garotos, o que acaba rivalizando amigavelmente com Frannie (não gostei nadinha dessa rivalidade! Acho que quem é amigo de verdade não age assim). Já Riley é tímida e sentimental, sonha em viver uma linda história de amor. Mas, mesmo assim, gostei das duas.

Há cinco milênios no mesmo barco, o alto, moreno, com piercing e irresistível, Luc Cain, vai estudar na escola de Frannie, que é o verdadeiro Inferno na Terra, onde tem um grande propósito e, caso falhe, isso resultará em desmembramentos e você cairá no Lago do Fogo. (Ai, que medo!). Ele tem um sorriso que atordoa meros mortais e sente diversos tipos de aromas como ondas marítimas onde cada um representa um tipo de sentimento como o medo, o ódio, a inveja, a luxúria, a paixão, o amor, etc. Ele trabalha com Aquisições, espalhando as sementes para iniciá-los no Inferno, onde os apanha cometendo alguns pecados, que não são necessários a menos que sua alma seja marcada, já que não podem obrigar os mortais a fazer qualquer coisa contrária à sua natureza ou manipular suas ações em todo o caminho. Como todos nós sabemos, demônios são desprovidos de sentimentos e, o mais irônico, era o número do seu armário na escola (nessa hora, especificamente, lembrei-me de uma conversa com minha amiga Leninha, do blog Sempre Romântica onde uma vez seus números de seguidores foram especificamente esse, o que a assustou. [risos]).

Uma coisa que estou percebendo ultimamente nos livros sobrenaturais que estou lendo e pergunto-me: "Por que será que todos os personagens imortais conhecem-se na escola?!" Isso já está ficando meio recorrente, como nos livros das séries "Crepúsculo", da Stephenie Meyer; "Sussurro", da Becca Fitzpatrick; "Os Imortais", da Alyson Noël, etc. Bem, chega de divagações... e vamos ao que interessa! (risos).

Luc tem um sorriso perverso, mas seu olhar é divertido. Emana perigo, porque é o tipo de rapaz que pode destruir as defesas de uma garota com o seu jeito de ser, porque é tentação, luxúria e prazer. Não sei o que há de errado comigo. (...). Não consigo pensar nem respirar muito bem quando ele está por perto. (...). Essa energia magnética estranha e escura, (...) me assuste muito, é uma coisa da qual não posso ficar longe.

Pág. 70

Quando viu a jovem Frannie pela primeira vez, sentiu que teria muitas oportunidades de senti-la... inteira. Acaba tornando-se seu parceiro de resumos e começam a debater o livro "As Vinhas Ira", de Steinbeck (já ouvi falar tanto desse livro, mas nunca tive a oportunidade de lê-lo e de assistir ao filme também!).

Nada boba, a extraordinária jovem, que é impetuosa e observadora, começa a perceber coisas estranhas nele. O mais engraçado e curioso é que o colégio que eles frequentam é apelidado de Inferno (não irei dizer o porquê, mas nesse momento lembrei-me dos livros da série "Percy Jackson & Os Olimpianos", do Rick Riordan. Só quem leu sabe a que me refiro!).

Nunca me senti assim com nenhum outro beijo. É elétrico em sua intensidade, fazendo cada nervo estremecer. (...). Enquanto o observo, seus olhos suavizam e o brilho vermelho do fogo está sempre presente atrás da escuridão de sua íris e ardem por um segundo.

Pág. 203

Até que um dia, surge na escola outro aluno: o angelical Gabe, de inacreditáveis olhos azuis, bronzeado e músculos definidos, que torna o seu parceiro de laboratório.

No beijo de Gabe (...). Uma paz tão profunda que sequer me lembro de ódio, raiva ou dor. Só há amor, sem limites, incondicional.

Pág. 249

Movida por forças que busca controlar suas emoções, ela se debate entre dois tipos de atração diametralmente opostos, mas igualmente irresistíveis. Com Gabe, o sentimento é intenso e profundo, inspirando confiança e amor; com Luc, é selvagem e fora do controle. Para complicar, os dois acabam se apaixonando por ela.

Sem saber o que se passa na realidade, ela corre diversos tipos de perigos inimagináveis e se culpa por tudo de ruim que acontece. Quando Luc finalmente descobre qual a verdadeira intenção de seu chefe infernal, eventualmente coisas estranhas começam a acontecer, até que ocorre uma reviravolta surpreendentemente inesperada que faz com que o feitiço vire contra o feiticeiro. (Fiquei boquiaberta, mas já via nas entrelinhas que isso ia acontecer).

Primeiramente, quero dizer que gostei muito da editora ter mantido a capa original, que é linda!

O enredo é narrado em terceira pessoa sob a perspectiva de Frannie, Luc e Gabe, onde conhecemos cada um dos personagens. A leitura fluiu de forma leve, divertida e envolvente, onde me peguei devorando cada uma das páginas, enquanto não cheguei ao final.

Em relação às mocinhas que estou acostumada a ver nos livros desse gênero, Frannie é decidida, resoluta, lutadora e agressiva, porque não leva desaforo pra casa, já que possui uma personalidade forte e temperamental, apesar de que me irritei com algumas de suas atitudes e por sua teimosia em desobedecer às ordens de Luc, que teve o bom senso de afastar-se por um tempo. Não é todo mortal ou imortal que aguenta isso. (risos). Isso é fato comum em todas as séries que citei acima.

Achei Frannie muito volúvel e indecisa em relação aos seus sentimentos. Não queria estar em sua pele, mas também fiquei dividida, viu? Uma coisa enervante, que me deixou confusa, foi a possibilidade de amar duas pessoas ao mesmo tempo! Sabemos que isso é irreal, mas vou relevar pelo fato de ser uma história ficcional. Seus sentimentos eram conflitantes, assim como sua indecisão em relação aos dois, mas qualquer um ficaria nessa situação, né?! (risos). Achei essa situação similar à "Eclipse", da Stephenie Meyer. Bella versus Edward versus Jacob. Lembram?!

Gabe seria a escolha mais segura, já que é o sonho de toda garota, porque é lindo, charmoso, encantador, carinhoso, bondoso, terno, compreensivo; enquanto Luc pode vir a ser o pesadelo delas pelo seu sarcasmo, sua sensualidade e sex appeal. (risos). A única coisa que ambos têm em comum é a imortalidade e o mistério! (risos). Isso fez recordar-me de um diálogo entre Edward e Bella, em "Crepúsculo", que se encaixa perfeitamente no perfil de Luc e serviria como uma luva para Frannie: "Se for inteligente, vai me evitar". (risos).

Qual será sua escolha amorosa: angelical ou infernal? E você, quem escolheria?

Será que ela sairá imune de todos os perigos? Isso, você só saberá lendo o livro em um enredo repleto de ação, mistério, anjos, demônios, suspense, amor, paixão, cenas "muy calientes" cheio de romantismo em um universo magnífico e personagens cativantes, apaixonantes e, alguns deles, assustadores.

Além do enredo em si, gostei por abordar todos os conflitos da adolescência, especialmente no que se refere aos familiares. Além dos protagonistas, gostei muito dos personagens secundários: Taylor, Riley e Matt. Espero que a autora aprofunde mais sobre eles nos próximos volumes.

Apesar do surrealismo de algumas atitudes, além de cenas, que me trouxe alguns pesadelos, ou especificamente, Beherit, já que sou impressionável, a história é excelente e também ensina uma bela lição que o amor tem o poder de transformar.

Série PERSONAL DEMONS

  1. Personal Demons: Amor Infernal (Personal Demons)
  2. Personal Demons: Pecado Original (Original Sin)
  3. Personal Demons: Last Rite


14 comentários:

  1. Eu quero ler mas naum tô tendo grana para comprar... ele naum abaixa de preço!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. ótima resenha, esse livro parece ser interessante e do tipo ame ou odeie.
    Quanto ao 999 ao contrário, tenho medo sim, kkkk
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Sei que estou me tornando muito repetitiva mas aí vai " Oh meu bolso, vou perder o meu cartão de novo hahaha!!!"

    Então querida sua resenha só me deixou com mas vontade e depois que vc mencionou crepusculo kkkk, eu quero eu quero muito ler o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho medo desse livro, medo de ser modinha, essa coisa que vc disse que todos se conhcem na escola está ficando um pé no saco, e isso me irrita por isso classico alguns livros de modinha e essa está quase entrando na lista..rs
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Eu já li e sou super suspeita para falar pq fiquei apaixonada pelo LUC. Então, adorei o livro. rsrsrsrsrs

    bjokas

    ResponderExcluir
  6. Adoro livros assim!!

    Estou vendo que não vou conseguir economizar!

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Carlinha, eu ADORO as suas resenhas!

    Não sei o motivo, mas não sinto a menor vontade de ler esse livro!

    Realmente, em todos os livros sobrenaturais os personagens se conhecem na escola, rs!

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Não li ainda nenhum livro da série, mas pelo que li na resenha eles devem ser fantásticos.
    A literatura teen está em alta esse ano e isso é legal porque são livros ligths.
    cheirinhos
    Ruddy

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, muito bem explicativa! Apesar desse livro ser daqueles "ame ou odeie" eu queria lê-lo também. Pela sua resenha e pelos quotes me deixou com mais vontade. =P
    Acho que eu escolheria o Gabe, sempre caio para o lado dos bonzinhos.. kkkk

    Bjusss
    http://viciadospelaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oie Carlinha!
    Olha, quando eu li a sinopse desse livro eu me desanimei um pouco por conta do enredo batido.
    Anjo, estudante, amor dividido...
    Então ele tá bemmm, beeemmm distante da minha lista de futuras compras!
    Mas a resenha tava ótima! Completa, como sempre!

    ResponderExcluir
  11. Personal Demons *-*
    Olha, na minha escola não aparece nada disso, nem anjos, vamps nem nada! Estou ficando brava já! Que preconceito com a minha escola é esse?! auhauahau

    Quero esse livro desde o lançamento, mas cada tempo pra parar e ler?! sumiu de mim essa coisa chamada tempo!
    Maaaaaaassssssss como é Personal Demons vou dar meu jeitinho e ler de qualquer jeito ^^
    Beijos
    CKS Books

    ResponderExcluir
  12. Esse livro parece bem interessante =) gostei da resenha ^^

    ResponderExcluir
  13. Oi Carla!
    O livro é tão bem avaliado e quantas citações! Quero ler!

    Beijos!

    Thaís ☺

    ResponderExcluir
  14. Quero muito ler esse livro. Está na lista.
    Bjs

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.