Lonely Hearts Club (Elizabeth Eulberg)

LONELY HEARTS CLUB
ELIZABETH EULBERG

Intrínseca

A primeira vez que deparei com a capa deste livro, lembrei-me instantaneamente de uma foto clássica de um álbum dos Beatles, do qual meu pai era um grande fã.

O mais curioso ainda é que recentemente assisti na tv a cabo ao filme biográfico "A História de Linda McCartney", que conta a história de amor de Paul McCartney e Linda Eastman. Um filme lindo, que comoveu-me demais.

Este livro infantojuvenil, lançado em 2 de maio de 2011, é uma delícia de ler, porque lembrei-me do famoso Clube do Bolinha, da Turma da Luluzinha, onde era terminantemente proibido as meninas entrarem! Só que aqui no livro, a situação é inversa (risos), cujo enredo é ideal para todos aqueles que são fãs dos Beatles e que perderam a fé nos "garotos", depois de uma desilusão amorosa. Quem nunca jurou solenemente nunca mais namorar enquanto vivesse?! Adoraria ter tido um clubinho igual o LHC. Pena que, na minha época, não teve isso.

Diferentemente de muitas personagens bobinhas e sem iniciativa, a protagonista de Lonely Hearts Club é forte, determinada, corajosa, engraçada e, apesar de seus problemas, não dá o braço a torcer, mesmo que exagere em algumas situações chegando ao ponto de ser fria e calculista. Mas, mesmo assim, adorei-a!

Aos cinco anos de idade, Penny Lane Bloom,
que sempre foi estilosa e descolada, conheceu Nate Taylor, que viria a ser o seu melhor amigo de infância e adolescência, já que suas famílias eram muito unidas pela amizade que compartilhavam. Como toda menina, ela sempre sonhou em ter o seu príncipe encantado e casar-se de véu e grinalda na igreja. Suas melhores lembranças sempre girou em torno de Nate, entre elas: o primeiro beijo, quando ficaram de mãos dadas, o primeiro acampamento, a primeira mentira, etc. O tempo passou... e os sentimentos da infância afloraram e aprofundaram-se.

Ele estava mais alto.
Ele estava mais velho.
Ele não era mais fofo – era sexy.
E era meu.
Ele me queria. E eu o queria. Parecia tão simples.
(...).
Mas não foi o conto de fadas que eu tinha imaginado.
Porque garotos mudam.
Eles mentem.
Eles esmigalham seu coração.
Eu descobri do jeito mais difícil que contos de fadas e amor verdadeiro não existem.
O cara perfeito não existe.
(...).

Pág. 12

Tudo ia muito bem com ele dizendo as coisas mais lindas que uma garota quer ouvir e fazendo-a perder o fôlego com um simples beijo.
Seu amor costumava fazer dele uma pessoa bonita, não importava como se comportasse ou o que fizesse. Quando estava prestes a dar o próximo passo, Penny tem a maior decepção da sua vida.

- Você acha que pedir desculpas vai apagar o que aconteceu? Pensei que você tivesse dito que eu era especial. (...).

Pág. 17
Eu não tinha encontrado um obstáculo. Tinha batido de cara em uma parede.

Pág. 18

Nate era legal, mas mentiu e partiu seu coração! E, a partir daí, Penny jurou nunca mais namorar enquanto vivesse, porque segundo ela todos são a escória da humanidade, mentirosos, traidores. Apesar de algumas exceções, assim que eles conseguem o que querem, dão o fora e partem para a próxima conquista. Cansou de tentar, de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo.

Sentia-se vulnerável e para aliviar sua dor recorreu aos únicos garotos que nunca decepcionaram-a - John, Paul, George e Ringo, ou seja, os Beatles.

Qualquer um que já tenha se agarrado a uma música como a um bote salva-vidas vai entender. Ou alguém que tenha colocado uma canção para fazer aflorar um sentimento ou uma lembrança. Ou que tenha uma trilha sonora tocando em sua mente para embalar um diálogo ou uma cena.

Pág. 19

Seus pais eram fanáticos pelos Beatles, chegando ao ponto de batizar suas três filhas em homenagem às canções de seus ídolos. Para vocês terem uma ideia, até suas viagens eram sempre em Liverpool. (risos).

(...) era de letras dos Beatles. (...) significavam muito mais que apenas palavras. Eram instantâneos da minha vida: os momentos bons, os ruins e os relacionados com garotos.

Pág. 20

Furiosa, Penny pergunta porque permitiu-se fazer isso consigo mesma? O que conseguiu com todos os relacionamentos, além de um coração partido?

Como não queria mais continuar sendo usada e, apesar da sua indignação, no fundo queria encontrar alguém que valesse a pena e foi justamente nos seus ídolos que ela encontrou uma resposta e acabou fundando o Clube dos Corações Solitários, ou seja, o Lonely Hearts Club, que torna-se o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar porque é sua única afiliada, e eles não são nem um pouco bem-vindos. Essa foi a única forma que encontrou para deixar de ser enganada, traída e torturada por namorar otários e ia dedicar-se mais a si mesma aproveitando as vantagens de sua solteirice.


Diane e Penny eram amigas há dez anos, mas a amizade foi deixada de lado quando Ryan entrou em cena. Penny achava patéticas as garotas que perdiam a identidade por causa de um garoto. (Quem nunca passou por essa situação com uma amiga?!). Apesar de serem muito amigas, divertirem-se e apoiarem-se mutuamente, Diane jogou fora a sua amizade.

- Foi difícil pra mim perceber que não tinha nenhuma amiga de verdade. (...).


Pág. 46
(...) conseguiria sobreviver se fizesse par com um exemplar do sexo oposto. Se eu tivesse de escolher entre namorar (...) e perder o barco, estava totalmente preparada para me afogar.

Pág. 34

Penny não entendia como os garotos namoravam garotas legais, enquanto elas não conseguiam arrumar um que prestasse.

Esse trechinho em particular fez-me lembrar do filme “Amor ou Amizade” com o Freddie Prinze Jr. e a Claire Forlani, onde um dos namorados dela termina cantando uma música. Lembram? Eu adoro esse filme. Sempre que reprisa, eu assisto. (risos).

“As rosas são muito vermelhas. As violetas são azuis pra valer. O lixo é jogado fora, e você também acaba de ser.”

Pág. 78

O clube, é claro, vira o centro das atenções na escola McKinley. Penny, ao que tudo indica, não é a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, e de constatar que eles, na verdade, não estão nem aí para elas.

Agora, todas querem fazer parte do clube, e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será realmente que nenhum carinha vale a pena?

- Tudo o que a gente vê nos filmes e na televisão é um monte de mentiras. Eu não vi fogos de artifício e nem tinha nenhuma sinfonia tocando dentro de mim. (...).

Pág. 89
- (...), estou cansada de tudo. Os joguinhos... os garotos... tudo. Duvido que (...) nunca tenha ficado obcecada imaginando se aquele garoto iria ligar, ou se teria companhia para ir a uma festa. E por causa da pressão para fazermos aquilo (...) acabamos nos conformando com alguém que não vale a pena. E, quando encontramos um carinha (...) especial, esquecemos as amigas. (...).

Pág. 113
- (...), gosto de pensar que o cavalheirismo na verdade não está morto.

Pág. 147
(...) Apesar de dizer para todo o mundo que aquilo não era um encontro, grande parte de mim queria que fosse. (...).

Pág. 148
(...). Você tem de esconder seu amor. Não adianta apenas esconder seus sentimentos. Tem de destruí-los. Acabar com eles antes que eles acabem com você.

Pág. 149
Por que eu tive de sorrir, e por que ele estava tornando as coisas tão difíceis para mim? (...).

Pág. 154
- (...) já fui muito usada na vida para ficar parada e deixar isso acontecer de novo. Já é bastante ruim ter sido sacaneada pelos garotos, mas ser sacaneada por uma garota... (...) é ainda pior. (...).

Pág. 162

Um dia, a influência do clube foge do controle com as meninas e pode ruir abaixo por ordens superiores.
Será que o Lonely Hearts Club vai manter suas regras e mudar as vidas de muitas meninas?

Será que Penny abrirá mão de sua resolução e dará uma chance ao amor?

Será que, em meio a tantos dilemas e conflitos da adolescência, teremos um final feliz?

Adorei diversos personagens, entre eles:

- Tracy, melhor amiga de Penny, fazia uma lista dos rapazes que queria namorar. Penny achava que não valia a pena, porque causava sofrimento. Tracy nunca conseguiu sair com ninguém, já que nunca namorou, apesar de ser linda, inteligente e divertida. Ela era uma amiga para todos os momentos bons e ruins, leal e fiel. (Acho que todos temos amigos assim. São raros!).
- Ryan Bauer, m
elhor amigo de Penny, namorava há quatro anos a lider de torcida e presidente do Conselho Estudantil, Diane, cuja vida girava em torno dele. Lindo, ótimo aluno e atleta com um corpo definido, olhos azuis e cabelos preto ondulado.
- Diane, namorada do Ryan e líder de torcida, cuja mudança surpreendeu-me demais no decorrer da história.
- Tyson, um músico muito fofo.
- Todd, o típico atleta burro e “encrenqueiro” da escola. Apesar de viver fazendo bobagens, eu gostei dele.

O livro mostra muitas mensagens excelentes, entre elas sobre o bullying:

- Mostra o quanto as líderes de torcida são desprezadas e só conversam com a minoria não pertencente ao seu grupo, quando almejam algo;
- Se os meninos terminavam os namoros, eram os gostosões; as meninas, eram tratadas como um trapo arrasado, de coração partido e uma pessoa emocionalmente abalada.

Outro coisa que amei foi a trilha sonora, que está impecável. Só clássicos dos Beatles, é claro! (Nada melhor do que ler a história sendo embalada pelas canções inesquecíveis!): Yesterday; Come Together; Revolution; You've Got to Hide Your Love Away; With a Little Help From My Friends; Here Comes The Sun e muito mais.

Só para encerrar, adorei o forte laço de amizade que une todos os personagens, assim como gostei de ver um acervo de informações, para quem ainda não sabe o fenômeno que os Beatles foram em seu tempo.

Vocês devem ter percebido a minha empolgação, não? Por isso, não podem deixar de ler esse livro, porque suas horas ficarão muito divertidas e passarão voando!!! Está mais do que recomendado!

“Leitura imperdível para qualquer pessoa que já esteve apaixonada... ou que jurou nunca mais passar por isso.”

STEPHENIE MEYER, autora de Crepúsculo

60 comentários:

  1. Uau, que resenha hem amiga?
    Pelo jeito você amou o livro, e não é para menos ele parece ser muito bom mesmo, começando pela capa.
    O mote é bem apaixonante, deu vontade de ler agora, kkkk
    Pena minha lista de compras já ter passado de 20 livros, mas mesmo assim vou incluir.
    Adoro livros assim!
    beijão!

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu cheguei a ler resenhas desse livro, sabia que o nome da Penny era por causa dos Beatles, mas não tinha me tocado que a capa era inspirada na capa do album dos Beatles, rs.
    Parabéns pela resenha, só meu deu mais vontade de ler esse livro, rs.

    ResponderExcluir
  3. Ai que fofinho!

    Amei a capa, e a sua resenha está ótima! Parabéns!
    Me empolguei com o livro, fiquei com vontade!

    BJs

    ResponderExcluir
  4. Estou super empolgada vou ler esse livro sem duvidas!

    ResponderExcluir
  5. Esse livro me chamou muito a atenção, não só pela capa e pela sinopse (que adorei ^^), mas principalmente pelas diversas referências aos Beatles, que eu adoro ^^

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha desperta nossa vontade de ler o livro. Bjs, Rose;D

    ResponderExcluir
  7. Ei, Carla!
    Já li ótimas resenhas sobre esse livro, mas ainda não li!
    Agora fiquei com ainda mais vontade de ler...
    Bjus,
    Náh

    ResponderExcluir
  8. Ai, eu quero esse livro... fiquei doida pra ler... estou precisando de uma lufada de ar fresco...
    Só pela resenha também fiquei desejando um clube desses na minha adolescência...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  9. Carlinha!
    Suas resenhas são ótimas, gosto muito e sempre fico com vontade de ler os livros.
    Esse livro me parece bem light, bom para desestressar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. So vejo ótimas recomendações desse livro, e a sua resenha ficou ótima, amei os quotes so me deixou louca pra ler, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Nossa, esse livro se passa na fase que eu estou vivendo, a pura e crua realidade do amor.
    Fiquei muito intrigada, o tema é cativante, quero muito poder ler.
    Parabéns pela rezenha, conseguiu me deixar curiosa!

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho tantos livros para ler que estou evitando desejar comprar mais alguma coisa... kkk

    Não sei se vou gostar desse livro, mas sua resenha me deixou com a puga atrás da orelha e com vontade de ler.

    Caso eu leia, eu passo e te aviso.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Já gostei do livro pela capa,mas com a rezenha fiquei ainda mais impolgada pra ler o livo

    ResponderExcluir
  14. mto boa a resenha fikei morrendo de vontade de ler !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Nossa, eu estava lendo sobre esse livro ONTEM! Que coisa...

    Quero muito muito! Sua resneha me deixou com mais vontade de ler!Estou precisando de um livro assim empolgante!

    O/

    ResponderExcluir
  16. Amei a resenha!

    Estou louca para ler esse livro desde o lançamento pois eu AMO Beatles!!!

    @josi_cardoso

    ResponderExcluir
  17. quantos quotes lindos *--*
    super hiper mega afim de ler esse livro :3
    muuuuito curiosa.
    todo mundo lendo o livro que ja queria antes de lançar. falta eeeeu
    :DD
    parabens pela resenha ;)

    ResponderExcluir
  18. Esse livro parece ser tudo de bom...realmente vem Beatles na hora ao vermos a capa, ue por sinal ficou linda!
    Está na minha lista co certeza.

    ResponderExcluir
  19. adorei essa ideia de colocar os "beatles" na capa.

    esse livro parece ser o tipico humoristico com uma pitada de romance, acho que vale a pena le-lo ^.~

    ResponderExcluir
  20. Nossaaa.. adorei, preciso muito ganhar esse livro!
    super interessante, amei!

    @katmariiano

    ResponderExcluir
  21. Nem conheço os Beatles direito (eu sei, é um absurdo, mas nasci nos anos 90) e nunca me interessei pela história ou pelas músicas, mas sério a sua resenha me fez pensar que é o melhor livro da atualidade! O momento em que estou vivendo pede esse livro e eu simplesmente PRECISO comprá-lo! õ/

    ResponderExcluir
  22. Depois de ler sua resenha .. to c mta vontade de lê-lo tbm!

    =)

    ResponderExcluir
  23. Poxa, fiquei curiosa para ler esse livro,a história é da vida real, leve e interessante. Gosto de ver capas de livros e essa está lindíssima.
    Bjs bjs

    ResponderExcluir
  24. Adorei a sua resenha ^^
    já estou loca para ler esse livro, principalmente depois de ler essa resenha.

    @JoRaphaela

    ResponderExcluir
  25. "Nate era legal, mas mentiu e partiu seu coração!"
    Tá, acho que me apaixonei pelo Nate só lendo a resenha HAHAHAA

    ResponderExcluir
  26. Meu atual sonho de consumo! hehe
    Estou louca pra ler este livro! A capa é linda e ainda tem Beatles no meio, uma das minhas bandas preferidas.
    A história também parece ser bem legal. =D

    ResponderExcluir
  27. Ameeei essa resenha =D
    Super longa e detalhada, só não li os trechos do livro pra não ter taantos spoilers xD
    Mas a história parece ser ótima, adoro histórias infantojuvenis, e eu amava Luluzinha, heuehuehe, e essa coisa de clubinho então?
    Sua resenha me deixou com muuita vontade de ler e ter esse livro.
    Parabéns pela resenha, o livro conquistou uma nova fã xD hueheuheu

    ResponderExcluir
  28. A típica frase de todas nós: eu numca mais vou me apaixonar por ninguém! O livro deve ser bem legal!

    ResponderExcluir
  29. Pela capa já vi q deve ser maravilhoso! Dps da resenha então...

    ResponderExcluir
  30. A capa do livro é bem bonita, e logo de cara sem ler a sinopse você percebe que tem algo a ver com Beatles.
    Esse livro parece aqueles de adolescentes, engraçados, e uma leitura bem tranquila, leve, exatamente pra os momentos de distrações, sem muita exigência de compreensão do texto.
    Mas não está na minha lista de desejados, mas minha irmã iria gostar muito de ler esse livro, já que ela gosta de livros assim e adora os Beatles! =D
    Super resenha, bem detalhada, ADOREI!
    Participando do sorteio para presentea-la! =DD
    Beeeijos

    ResponderExcluir
  31. Ótima resenha!!! Tão fofo! Ja ta na minha lista... q só cresce!! *-*

    @nann_da
    Fernanda Carvalho

    ResponderExcluir
  32. super ansionsa pra ler o livro ^^

    ResponderExcluir
  33. Eu fico impressionada que livros infantojuvenil ainda caem super bem para nós adultos.

    Eu fiquei super animada para ler.
    Adorei a capa, o nome!

    ResponderExcluir
  34. Fiquei super curiosa quanto ao livro. Vou conferir! abr.

    ResponderExcluir
  35. Sua resenha é ótima! Sério, com os trechinhos dá ainda mais vontade de ler! *-*
    Awn, acho que esse livro assim que lançado já é um desejo de todas porque vai deixar um pouco o centro em romance e mostrar que não se podem deixar amizades por um garoto, o que realmente falta nesses dias!
    E fora que mistura música, e dos Beatles que deve ser ainda melhor né?! *-*

    ResponderExcluir
  36. que livro lindo me deu vontade de ler por causa dessa linda resenha sei que me deparei ao ler essa resenha e nao tinha nada a ver com meu tipo mas terminei e vi que era a minha cara

    ResponderExcluir
  37. Resenha meio grande, mas o livro pareceu ser interessante.

    ResponderExcluir
  38. A capa não é convidativa, mas a história sim!Sou uma beatlemaníaca (não tanto como Penny que tem Beatles até no nome hehe) e ando meio de mal com o amor. Com certeza entraria no clube dela. Estou louca para ler esse livro. Confesso que já li várias outras resenhas do livro e que na sua minha leitura foi a jato porque há muitas revelações nela, mas o que eu peguei aqui e acolá aumentou sem dúvida meu entusiasmo com o livro ^_^Kisses

    ResponderExcluir
  39. Não me interessei muito pela história à primeira vista... Mas a sua resenha é realmente empolgante. Deu pra ver que você amou mesmo. E eu me interessei de conferir.
    Tomara que eu goste tanto quanto você...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  40. Nossa que vontade de ler o livro! Você ainda põe os trechinhos e daí dá vontade de saber o que vai acontecer... estou super curiosa! Tomara que eu ganhe a promoção =))

    ResponderExcluir
  41. Eu já estava de olho nesse livro, desde quando vi a capa que me lembrou os Beatles, e depois que li sua resenha fiquei definitivamente de quatro por esse livro, a história é linda e envolvente, com certeza uma obra prima! Parabéns pela resenha viu, bjo!

    ResponderExcluir
  42. Adorei!

    Lembra um pouco Marian Keyes só que com personagens mais jovens. Acho que muitas pessoas se identificam com o Livro. rsrss

    Bjoss

    ResponderExcluir
  43. Amei á sua resenha ,você amou né?
    Não vejo á hora de le-lo,beijinhos e obrigada .

    ResponderExcluir
  44. Ótima resenha!
    É verdade, tudo remete ao Beatles, desde a capa até Penny Lane... rsrsrs

    Bjs,
    Vick

    ResponderExcluir
  45. Acho que não só a capa é basiada nos Beatles, o próprio nome do livro e Penny Lane também, né..
    Eu adoro histórias assim, sobre adolescencia, essas coisas, pena que na minha época
    eu também não via esses clubinhos rs
    Engraçado que um único acontecimeno, Penny generalizou total os homens! kkk eu ri!
    Mas é assim mesmo, eu gostei muito da sua resenha. ;)

    ResponderExcluir
  46. A primeira coisa que me chamou a atenção, admito, foi a capa. Desde que a Intriseca avisou que ia lançar esse livro eu pirei de vontade de lê-lo!
    Adorei sua resenha e todos os quotes que você colocou *-* Nossa, preciso desse livro o mais rápido possível! Ah, como eu quero um club desses... hahaa

    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  47. Esse livro já está na minha lista de desejados faz um tempinho.
    Identifiquei-me bastante com a Penny, já que na minha adolescência tive uma grande decepção e fiz a mesma promessa que não iria namorar mais ninguém. rsrs
    Realmente demorei muito pra namorar outra pessoa e superar, mas só assim pra crescermos e ficarmos mais fortes e espertas né?
    Gostei bastante da resenha e fiquei mais ansiosa pra ler!!!
    Beijokas ;D

    ResponderExcluir
  48. Linda resenha!! Quero muito este livro!!

    ResponderExcluir
  49. Descobri esse livro hoje e já to looouca por ele! :D

    ResponderExcluir
  50. Gostei da resenha. Esse parece ser bem interessante!

    ResponderExcluir
  51. Quando vi a Capa e o título, logo imaginei que fosse alguma coisa a ver com os Beatles...

    Adorei a história!

    ResponderExcluir
  52. Comprei esse livro pra dar de presente a uma amiga que é fã dos Beatles e, assim que ela terminar de ler, vou pedir emprestado rsrs
    Adorei a historia e a resenha me fez ter ainda mais vontade de conhecer as garotas que fazem parte do LHC ;D
    A capa é maravilhosa e sugestiva, e o nome da protagonista tambem rsrs

    Beijooos

    ResponderExcluir
  53. AI EU QUERO!!
    É O LIVRO PERFEITO PRA GANHAR DO NAMORADO DIA 12/06.
    A CAPA É LINDA!

    ResponderExcluir
  54. Amei a capa, mas nunca tinha realmente lido sobre a história do livro e gostei muito, essa idéia do clube das mulheres que sofreram alguma desilusão e essa união me deixaram curiosa, sem contar que adorei a trilha sonora. Bjsss

    ResponderExcluir
  55. Nossa, que linda a capa! Adorei a resenha, parece ser muito interessante mesmo, afinal, quem nunca sofreu uma decepção amorosa e prometeu jamais se apaixonar novamente, né? rsrs
    Vou participar do sorteio com certeza!!

    ResponderExcluir
  56. Estou tentada a ler..
    a Capa faz minha imaginação pirar... eu queroo

    Lilian Hatori Colella

    ResponderExcluir
  57. O livro já ganhou meu coração só por mencionar os Beatles! E essa história de ter o coração partido, amizade superando tudo... aquece o coração da gente...

    ResponderExcluir
  58. Ótima resenha! Já estou com uma vontade imensa de ler o livro!

    ResponderExcluir
  59. Já havia lido a respeito deste livro e achei interessante, agora claro estou curiosa para ler hehehe

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  60. Esse livro me conquistou pela capa, muito linda. To morrendo de vontade de ler. Ótima resenha!

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.