Questões do Coração, de Emily Giffin

QUESTÕES DO CORAÇÃO
EMILY GIFFIN
Novo Conceito

Este livro, que no original em inglês Heart of the Matter, relata a história de duas famílias, duas mulheres e apenas um homem, cujos destinos acabaram entrelaçando-se, através de uma tragédia que abala os momentos que compõem suas vidas e muda o curso dos eventos que se seguem onde há uma linha tênue e frágil que separa-os das desventuras.

Tessa Russo, é mãe da dominadora Ruby (de apenas 4 anos, cuja temperamento é de uma adolescente de 14 anos. Por isso, consome a energia dos seus pais e, ao mesmo tempo, enche-os de orgulho) e do caçula Frank. Seus filhos são sua fonte de maiores alegrias e preocupações. Apesar de todos os seus receios, abandonou recentemente sua carreira de professora para dedicar-se à família. Deixou os sonhos de lado, largando tudo pelo que lutou, na busca pela felicidade e porque não queria perder os momentos doces e marcantes.

- E quando menos esperar, essas crianças passarão o dia todo na escola, e você ficará em casa sozinha, esperando-as chegar, enchendo-as de perguntas sobre o dia delas, vivendo a sua vida através delas, daí olhará para trás e se arrependerá de sua decisão.

Pág. 53

Tessa é casada com o modesto, brilhante e renomado cirurgião plástico pediátrico, Nick Russo, que é atraente, seguro e dá o melhor de si para salvar uma vida, mas é intolerante com frivolidades. Ele apaixonou-se por ela, quando ainda era uma jovem que ia atrás dos seus sonhos, de seu coração.

Mas, apesar de todos os contratempos em sua vida, conseguiu ser uma vencedora, superando todas as expectativas para ser feliz.

Tessa sempre viu a nobreza da medicina, apesar da solidão. Nick se vangloriava por sua confiança e otimismo, mas sempre dependeu da esposa para ter esperança.

- (...), conforme os anos forem passando, isso pode criar um muro entre vocês, pois ele terá uma vida excitante, desafiadora, recompensadora e vibrante longe de você, Ruby e Frank. Enquanto isso, todas as tarefas domésticas enfadonhas ficarão com você.

Pág. 55

Tessa conheceu seu marido, há poucas semanas de casar-se com Ryan, seu namorado da faculdade, e foi amor à primeira vista. Ela nunca superou o divórcio dos pais e Ryan era o seu porto seguro em um mundo incerto e assustador.

Eu te amo, Ryan, mas não estou apaixonada por você, e não posso me casar com alguém por quem não estou apaixonada (...).

Pág. 39

Nick era confiável, sincero, gentil e divertido, cujos pais tem um casamento estável há 30 anos. Nunca esteve preparada para a paixão incondicional e avassaladora. Sentiu-se culpada, envergonhada e com remorso pelo fim do noivado, mas seu sentimento por Nick jamais fora abalado. A história de amor dos dois foi tão doce e romântica (um dos melhores momentos do livro).

A vida não é divertida o tempo todo, e quase nunca é fácil, (...).

Pág. 40
- Bem, talvez você devesse parar de se esforçar tanto. Porque seja lá o que estiver fazendo, Tess, não parece estar dando certo. (...).

Pág. 178

Tessa ama os filhos incondicionalmente, como também adora passar o tempo admirando e conversando com o marido, mas pressente que algo muito ruim está para acontecer, por causa das dúvidas que vem surgindo com o relacionamento, já que atualmente seu casamento com Nick está abalado, mas ela não quer encarar esse fato, porque seu sexto sentido alerta-a de que tem algo errado e por isso começa a sentir-se deprimida.

A ironia de pensar que havia sido salva por Nick, era como um golpe violento intensificado por um arrependimento profundo. (...) de cada coisa (...) juntos. (...).

Pág. 360

Enquanto isso, Valerie Anderson, advogada e mãe solteira de Charlie, de apenas 6 anos, que nunca soube a verdade sobre o pai, porque este abandonou Val, quando esta engravidou ficando presa entre dois mundos, por causa do seu orgulho em reatar antigas amizades e constrangida por sua gravidez. Valerie jogou a cautela para o espaço quando conheceu Lionel, o pai de Charlie, que era machista e cujo temperamento era lânguido com surtos de fúria. Ele era escultor e pintor, um artista talentoso e perturbado. A euforia da paixão foi substituída pelo ciúme paranoico por conta das traições. Nunca viu o filho e nem sabe da sua existência. Consumida pelo cansaço, pelo trabalho e pela preocupação, isolou-se da vida social, já que era tímida e retraída, mas superprotetora e devotada ao filho. Apesar das suas conquistas profissionais, continua insegura e deslocada, enquanto Jason, seu irmão homossexual, melhor amigo e confidente, que trabalha no café local, era popular e extrovertido. Fazia-a rir nos momentos mais improváveis. Depois de muitas decepções, ela desistiu do amor e das amizades, pois acredita que é mais seguro não criar expectativas demais para não se machucar.

Até que em uma noite, Charlie sofre um acidente gravíssimo, onde terá uma longa recuperação, que mudará o curso das vidas dessas duas mulheres, que vivem em Boston e tem em comum apenas o amor incondicional pelos filhos, marcando-as para sempre, onde suas vidas se convergirão de maneira inimaginável.

Às vezes, coisas ruins simplesmente acontecem, mesmo com as melhores pessoas do mundo.

Pág. 91

Quando Charlie acidentou-se, Valerie passou a confiar plenamente no Dr. Russo, de uma forma que jamais confiara em qualquer pessoa na sua vida. E acaba apaixonando-se por ele pelo fato deste ser um ser humano excepcional e ter salvo a vida do filho.

Nick se casou com uma Tessa, um nome que a enchia de uma tristeza inesperada, mais perturbadora que a culpa que pairava constantemente em sua mente.Uma culpa que Valerie achava difícil demais examinar a fundo, pois tinha medo de que fosse interferir no que ela tanto desejava.

Pág. 295
O homem se fazendo de vítima (...) quando na verdade era o único descumprindo promessas. (...) fazia perguntas procurando entremear-se entre o certo e o errado (...).

Pág. 298
(...) que não acreditava em muitas coisas, mas que acreditava na essencialidade do amor, algo que faltava em sua vida.

Pág. 311

O livro traz muitas mensagens, mas uma delas achei sábia.

“Quando decepcionamos constantemente, há um sofrimento maior do que quando existe um vazio.”

Alem dos protagonistas da história, adorei os personagens secundários, entre eles:

- Dex e Rachel (do livro “O Noivo da minha melhor Amiga”, da mesma autora, que lerei brevemente) e ficamos sabendo como eles estão.
- Cate, que há 16 anos é amiga de Tessa, apesar dos rumos diferentes que tomaram. Engraçada, inteligente, fã dos esportes e bem-sucedida profissionalmente, mas carente e insegura.
- April é uma amiga sempre presente, que faz tudo para ajuda-la, extremamente disciplinada e irrreverente. Faz parte de um grupo de mulheres dramáticas, enxeridas, desocupadas.
- Jason, irmão de Valerie, que é hilário. Diverti-me demais com ele.

Uma parte que deixou-me particularmente irritada foi uma cena no hospital. Fiquei indignada com algumas mulheres superficiais, artificiais e simplórias que preocupavam-se só com a opinião alheia do que com quem realmente eram, alem de serem incansáveis em suas buscas por coisas que não tinham a menor importância e contaminavam as pessoas com fofocas mesquinhas.

- Todas nós já tivemos um filho doente. (...) já fomos ao pronto socorro, (...) sabemos como é ficar assustada.

Pág. 82
- (...) não devemos julgar essa mulher a não ser que saibamos pelo que está passando. E que, com certeza, não deveríamos crucificá-la.

Pág. 86

Adorei esse livro, cuja leitura foi muito intensa, por tratar-se de temas bem atuais e reais do nosso cotidiano, onde paramos para refletir sobre como agiríamos em uma situação semelhante em nossas vidas. Mesmo não concordando com algumas atitudes, na maioria das vezes, impensadas, você entende o lado de cada um, porque coloca-se no lugar daquela pessoa.

No decorrer da leitura, tive um conflito de sentimentos, porque não sabia se eu sentia compaixão, pena, raiva ou perdoava cada personagem. Foi uma relação de amor e ódio, mas concluí que nenhum deles é condenável, afinal todos nós somos humanos, passíveis de erros e a vida, de modo árduo com seus obstáculos pelo caminho, tem o dom de mostrar-nos a verdade da forma mais clara possível, onde vemos o lado certo e o errado da questão.

Desvende as inúmeras questões do coração de cada personagem e descubra quem está com a razão: Tessa, Nick ou Valerie?

Eles recuariam ou avançariam? Eles poderiam fazer aquilo que estavam prestes a fazer? Eles tinham o que era preciso para tomar uma decisão errada só porque sentiam que era certo?

Pág. 231

Será que Charlie sairá ileso e conseguirá viver uma vida relativamente normal após o acidente? Será que Valerie terá um novo amor e conseguirá arrumar um novo pai para o filho? Será que Tessa e Nick sobreviverão à crise que assola seu casamento?

Isto só a leitura e uma profunda reflexão pode revelar.

Leia e emocione-se com essa história que levanta muitos questionamentos que vai abalar o seu coração!

Uma coisa que chamou-me a atenção foi em relação ao final. Fiquei com a nítida sensação de que poderia ter alguma continuação, devido à duas situações que eu esperava que infelizmente não aconteceu.

Uma história cativante e, ao mesmo tempo, comovente de pessoas de bem sendo pegas em circunstâncias insustentáveis ao ponto de serem testadas como nunca imaginaram ser possível e questionam tudo que um dia acreditaram e, finalmente, descobrirão a duras penas o que realmente importa em suas vidas.

É um chick-lit com um enredo autêntico, intenso, dramático e realista que consegue capturar o amor e a amizade em personagens extremamente complexos, com destreza e suspense levando uma esperança de forma sutil na renovação de seus caminhos em uma leitura que te prende desde o princípio de forma arrebatadora onde você não consegue largar a página até que chegue ao final.

Por isso, está mais do que recomendado!



Se você quiser ganhar "Questões do Coração" e outros livros, acesse o link da promoção que está rolando aqui no blog:

"Aqueça o seu Coração"

http://kingo.to/Ent

13 comentários:

  1. Comecei ler ontem e o livro já me pegou!!
    Esse pelo jeito é daqueles livro que a gente perde até o sono de vontade de continuar a leitura.
    Já me apaixonei e nem cheguei a página 100!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carlinha!

    Realmente, este livro me deixou dividida, entre o amor e o ódio.

    Os sentimentos ficam divididos, é dificil explicar, kkkk

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    A história parece ser muito legal, bem entremeada como a própria vida é... Mas eu não sei se conseguiria ler.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Oi Carla!
    Já li algumas resenhas desse livro, e sempre com elogios. Achei super interessante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!
    Só pelo titulo já me chamou a atenção.
    Gosto de livros que causam tanto trsiteza, alegria, conflitos, faz com que a gente reflita sobre coisas que se passam até com nós mesmos.
    A aceitação de que você ama e não é amado, gostei muito, vou ler claro!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Carla, eu gostei bastante do livro, mas terminei a história morrendo de raiva dos personagens >< Povinho para tomar decisões erradas... uff...

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei muito desse livro e no final fiquei com a sensação que deveria ser diferente, mas ao mesmo tempo concordo com o que aconteceu. Realmente é um mix de sentimentos! rsrs
    Mas que deu muita raiva de um certo personagem, ah isso deu! rs

    Bjus
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  8. ei Carla,
    estou doida para ler esse livro.
    Só leio resenhas que me deixam curiosa e a sua atiçou bastante a minha curiosidade.
    Vou ter que comprar. kkk.

    beijos.

    ResponderExcluir
  9. A capa desse livro é linda!

    Já li resenhas incríveis sobre ele a agora lendo a sua só fiquei com mais vontade de ler.

    Mas são tantos livros para ler que sempre fica para depois.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que resenha boa!Sabe que tenho este livro e ainda não o li, mas ele está ali me chamando, kkk. Agora, lendo seu texto, que promete muita emoção e reflexão...
    Cheguei por aqui hoje e vou continuar vim,hem, me aguarde.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ainda não tive coragem para incluir esse livro na minha lista (-_-)

    Beijos

    Lulu do Blog Apaixonada por Romances
    @Appromanc

    ResponderExcluir
  12. Ei, Carla!
    Este está aqui para eu ler, mas ainda não deu tempo!!! Parece uma história linda, maravilhosa!
    Bjus,
    Náh

    ResponderExcluir
  13. Eu tenho lido tanto sobre esse livro que já estou quase cometendo a loucura de comprar rsr.

    bjs

    Amanda
    Vício em livros

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.