Paixão, Drogas e Rock'n'roll - Daniela Niziotek

PAIXÃO, DROGAS E ROCK’N’ROLL
DANIELA NIZIOTEK
Maquinária editora


Para quem ainda não sabe, este livro nacional de apenas 192 páginas, é o primeiro romance da autora Daniela Niziotek.

Após oito anos, Brian Blue, vocalista norte-americano e líder dos Fears, conhecida mundialmente como uma das maiores e famosas bandas de hard rock dos anos 90, casou-se com Annie, mas tiveram muitos momentos conturbados até o auge da carreira, onde acabaram divergindo-se porque ele queria paz e construir uma família, enquanto ela preferiu viver como dependente química. Transtornado pelo fim do casamento, ele tornou-se introspectivo, agressivo e entregou-se de corpo e alma ao trabalho. Todos o conheciam como um excêntrico, um louco inconsequente pelas transgressões, mas a banda sempre soube lidar com as suas imprevisibilidades.

Com a vida fracassada, acaba conhecendo Ricardo, um brasileiro que ganha a vida em Los Angeles, e contrata-o como seu assessor pessoal, mas ele mal sabia que, através dele acabaria cruzando no caminho de Vick, uma jovem estudante de Filosofia. Brasileira entusiasmada, intrigante, com um humor petulante e sossegada do interior paulista, que divide um apartamento com Carol, irmã de Ricardo, uma maluquinha que topa qualquer parada.

Vick acaba conhecendo-o em um show, onde ele surtia um efeito impressionante na multidão que mantinha sobre controle brincando de Deus e provocando seus fãs idolatrados.

(...). Eram os olhos mais tristes que tinha visto em toda sua vida. Foi inundada por uma angústia inominável ao deparar-se com uma fragilidade tão profunda e deslocada naquele homem de corpo tatuado e cabelos compridos.

Pág. 19

Eles tinham o mesmo interesse em vasculhar a alma humana, mas ele vasculhava de uma forma visceral, que apesar de aparentar ter uma boa índole, seu temperamento forte me chocou.

Brian achou graça da petulância dela. Estava curioso, queria saber mais sobre a garota, quem era, o que fazia. Ela contava com entusiasmo sobre sua mudança para São Paulo, o início da faculdade, seus planos para o futuro. Ele se perturbou um pouco ao descobrir que ela tinha apenas dezoito anos, mas tentou não dar muita importância ao fato. Era interessante estar ali com ela. Não eram só as coisas que ela dizia, ou os interesses que iam descobrindo que tinham em comum, mas a forma como ela dizia; tão presente, inteira e viva.

Pág. 27

Brian era um milionário excêntrico, displicente, arrogante e com uma espontaneidade apaixonante, enquanto ela era impossível e cautelosa. Estava acostumado a ter todos sob seus pés fazendo as suas vontades, portando-se de maneira infantil e grosseira, mas era terrivelmente solitário. Música era sua grande paixão, já que teve uma infância complicada.

Impulsivo, passou por momentos angustiantes, onde nada fazia o menor sentido, já que teve uma vida conturbada desde pequeno. Carregava uma tristeza e um desamparo profundo no olhar, mas Vick despertou em si o desejo de ser uma pessoa melhor.

Desse encontro improvável nasce uma paixão intensa, avassaladora e estremecida, em meio a um torvelinho de emoções e sentimentos conflitantes.

“Meu Deus, como ele era lindo quando sorria daquele jeito”, ela pensou. Quis ficar brava, sentir raiva. Seria mais fácil se ele não sorrisse daquele jeito.

Se ela pensou em resistir, foi tão rápido que o pensamento não teve oportunidade de chegar à consciência. Sentia uma onda de eletricidade percorrer toda a sua pele. Seu corpo reconhecia o dele, pertencia a ele, ela estava entregue. Demorou alguns segundos para recuperar a respiração e abrir os olhos. Brian a olhava com uma expressão de encantamento, seu rosto reluzia alegria. Não cansou de admirá-la por algo que parecia uma eternidade e então a beijou de novo.

Pág. 32
Como era possível gostar tanto de alguém? Alguém que mal conhecia? Toda vez que achava que já tinha dimensão do que sentia por Brian ele a surpreendia.

Pág. 48

No decorrer da história, Vick sente-se desanimada com os estudos, mas sua mãe queria que fosse independente e bem-sucedida profissionalmente. Além disso, ela intuía que sua relação com Brian não tinha futuro, porque suas vidas eram completamente opostas, já que aquele mundo era surreal demais para ela, porque ele sempre vivia cercado de seguranças, imprensa, sexo, drogas e álcool, trazendo à tona os bastidores do rock com glamour e desencantos, através de um mundo sombrio, trazendo consequências extremas por causa dos atos desmesurados dos personagens.

O casal viverá e sofrerá os tormentos do amor e os dilemas da paixão, da insensatez e da lucidez em uma luta onde a razão prevalecerá em meio às contradições, tornando tudo muito palpável e autêntico.

Quando comecei a lê-lo, os fatos sucederem tão rapidamente no princípio, que fizeram com que eu ficasse perdida e confusa, porque era tudo muito surreal, mas a autora abordou esse tema intenso de forma pungente e comovente, com sensibilidade mostrando que através das dificuldades também há concessões, mas um fato trágico mudou drasticamente a vida dos protagonistas marcando-os para sempre em uma reviravolta surpreendente do destino, onde o amor dos dois foi colocado à prova testando os seus limites entre a razão e a emoção, entre a lucidez e a insensatez. Qual deles sairá vitorioso? Isto, você só saberá lendo o livro, é claro! (risos).

“Quando entrou, ficou paralisada diante da cena por milésimos de segundos. Só o tempo suficiente para o torpor de seu corpo ser substituído por uma carga de adrenalina intensa o suficiente para que ela saltasse sobre a arma que Brian empunhava contra a cabeça. A arma já estava na mão dela quando ele segurou seu braço tentando recuperá-la. Ela se afastou e apontou a arma contra o próprio peito. Fez um sinal para que ele não se aproximasse. Assustado, Brian recuou.”

Pág. 69
- Eu quero ficar junto com você e enfrentar o que for preciso. E você sabe que pode me ter a hora que quiser. Por favor, não faça as coisas serem piores do que já são. (...).

Pág. 72

Apesar de Brian ser covarde, intransigente, instável, cruel e, ao mesmo tempo, patético, inseguro, egoísta, atormentado e sem o menor senso de consideração, devido à vida desregrada que levava, teve uma cena particularmente comovente, que adorei, onde ele toca ao piano em português com sotaque carregado a linda música “Eu sei que vou te Amar”, de Vinícius de Moraes e Tom Jobim, que amo de paixão e que já tive o privilégio de vê-la citada em outros livros nacionais, entre eles: “Vítimas do Silêncio”, da Janethe Fontes; “Crocodilo Sonhador”, da Vanda Amorim e outro que não me recordo, porque li tantos livros nacionais (uma pena não lembrar qual é!), mas este é o terceiro livro que leio que tem esse tema como pano de fundo romântico.

- Porque eu já estava morto quando eu encontrei você. Você não, você tinha uma vida, sonhos, projetos. Você tem uma vida inteira pela frente. Eu tenho que ter certeza de que não vou tirar isso de você, (...)!

Pág. 147
(...). Você é a pessoa mais doce que eu já conheci em toda a minha vida. Ninguém passaria pelo que você passou e conservaria a capacidade de amar como você faz. (...).

Pág. 166

Ao longo da leitura, o enredo fica intenso, mudando drasticamente de forma realista, o que faz com que vivenciemos os conflitos juntamente com os personagens, o que torna tudo muito verossímil.

Como disse acima, apesar do princípio confuso, a leitura fluiu com uma facilidade surpreendente, onde tive uma avalanche de emoções transportadas em meio aos desregramentos e às dores, aos amores e às paixões intensas, muitas vezes entremeadas de alegrias, tristezas, anseios, desejos e sonhos frustrados. Não esperava o desfecho que teve, porque independentemente dos fatos ocorridos, torcia sempre por um outro final, mas esse foi bem imprevisível e inesperado, porque além do romance em si, o livro mostrou o lado amargo e cruel do mundo da fama.

23 comentários:

  1. Oi Carlinha!

    Conhecia muito pouco do livro, sua resenha deu uma visão melhor de toda a história.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu li este livro rapidinho,pois não consegui me desgrudar da história. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Eu havia lido sobre este livro há algum tempo e desde então estou super curiosa para conhecer a história toda!


    Adorei a resenha!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lívia.

    Você vai se impressionar com a história do Brian e da Vick. ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nanie.

    Nem vou dizer muito, porque a Leninha traduziu tudo em poucas palavras no seu comentário. rs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Com certeza! Foi uma história inesperada. ^^

    ResponderExcluir
  7. Oi, Nanie.

    Nem vou dizer muito, porque a Leninha traduziu tudo em poucas palavras no comentário acima. rs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada, Luka.

    Fico muito feliz com o sucesso dos nossos autores, que merecem todo o nosso apoio. ^^

    ResponderExcluir
  9. Sério, Babi?

    É a sua cara, você vai apreciar muito. ^^

    ResponderExcluir
  10. Oi, Náh.

    Nem deu p/ abranger todas as emoções que senti durante a leitura. Isso foi só uma parte. rs.

    O livro é intenso demais, com todos os ingredientes na dose certa.

    Você vai gostar. ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Ultimamente tenho lidos ótimos livros nacionais e nossos autores estão surpreendendo-me cada vez mais, com ótimas histórias, o que me deixa orgulhosa e muito feliz.

    A capa é bem colorida, mas o que me chamou a atenção desde o princípio foi a sinopse. ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lulu.

    Tenho certeza que vai gostar. ^^

    ResponderExcluir
  13. Oi, Leninha.

    Com certeza! Também tive essas mesmas emoções que você.

    Teve momentos que Brian me inebriava e em outros tinha vontade de dar uns chacoalhões, mas era a sua forte personalidade, o que dava um clima a mais no enredo.

    Você disse tudo: o livro impressiona mesmo e foi surpreendente! ^^

    ResponderExcluir
  14. Oi, Débora.

    Também leio, porque adoro esse gênero, ainda mais que tem ingredientes que instigam-nos ainda mais durante a leitura.

    Também não sou expert, mas amo ler e estou sempre surpreendendo-me a cada novidade. ^^

    Leia sim, que você vai adorar!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Amei a resenha! Sempre leio livros assim, gosto muito.
    Não conhecia o livro, e gostei, por saber que é impressionante!
    Não sou uma expert em literatura, mas espero ler e aproveitar dele! O lado da fama deve ser bem conturbado mesmo, rs.
    Beijos, até mais.Débora
    enfimdeasasabertas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Nanie, vc precisa ler, com certeza vc vai gostar. Para mim foi mais que uma surpresa, foi um achado.
    Esse é meu tipo de livro, com romance, cenas fortes e um final surpreendente!
    Acha ele e leia, depois a gente fala!

    ResponderExcluir
  17. Eu amei esse livro, me tocou profundamente!
    Brian foi uma grande surpresa em seus ataques (digamos assim) de personalidade, as vezes doce e apaixonado, outras tantas agressivo e intransigente!

    O livro merece sempre uma segunda olhada, deve ser lido, deve ser apreciado pelos mais diversos gostos, até por que o livro pode impressionar!

    Ótima resenha amiga!

    ResponderExcluir
  18. Oie, Carlinha.

    Ah eu estou curiossima para ler!!

    Beijos
    Não deixe de visitar o Blog [Apaixonada por Romances]

    ResponderExcluir
  19. Tenho desejado este livro faz um bom tempo.
    As resenhas que tenho lido,a maioria falando bem do livro.
    Achei a capa bem legal,e por ser um livro nacional me surpreendi pelos comentários positivos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Ei, Carla! Eu também já conhecia o livro, mas ainda não li! Que bom que a leitura fluiu com o tempo! Parece ser bem legal e tenso! rs
    Bjinhos,
    Náh

    ResponderExcluir
  21. Oi Carlinha

    Assim como algumas meninas que comentaram acima, não conhecia muito (ou quase nada) sobre o livro mas, depois da sua resenha fiquei super interessada!

    Acho que vou gostar, hein?

    ResponderExcluir
  22. Os nacionais andam surpreendendo a gente não é mesmo ?!
    Parabéns pela resenha :-)

    ResponderExcluir
  23. Hunnnn que resenha interessante!
    Confesso que esse livro não me atrai muito, mas só tenho lido boas resenhas sobre ele e minha curiosidade só vai amentando =)

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.