Se Você fosse Minha - Bella Andre

SE VOCÊ FOSSE MINHA
BELLA ANDRE
Novo Conceito

Este romance (If you were mine, 320 p.),  quinto volume da série sensual e romântica The Sullivan, foca na história do arredio Zack Sullivan, que atende ao pedido de seu irmão Gabe para tomar conta por duas semanas de Ternurinha, uma yorkshire terrier hiperativa, meiga e adorável, enquanto ele viaja com Megan e Summer. Só que ele não esperava que a cadelinha também fosse impertinente e traquinas, e ao longo da trama Zack descobrirá o quanto os dois têm em comum.

Solteiro, mecânico e magnata da Sullivan Autos, sua rotina era entremeada de carros velozes e mulheres, por isso não queria que sua mãe alimentasse as esperanças de que um dia se apaixonaria e se envolveria emocionalmente com alguém.

Aparentemente, ele parecia perfeito e intocável, mas era arrogante, atraente, sexy, irritante e incorrigível, porém seu caminho acaba se cruzando com o de Heather, a dona de um centro de treinamento e hotel para cães, e seu dogue alemão, Atlas.

Aos 27 anos, ela carrega grandes mágoas e ressentimentos pelas mentiras dos pais no passado, que lhe deixou cicatrizes por conta de suas emoções sombrias e desencontradas, porque queria ter algo que a deixasse sob controle. Desde os 17 anos, perdeu a fé no amor, mas ainda guarda dentro de si uma mulher perdida.

Como Zach não sabe lidar com a cadela, que o tira do sério por ser brincalhona e inteligente, ela começa a dar aulas de treinamento especial porque Ternurinha o deixa louco (os dois me fizeram lembrar do filme Uma Dupla mais que Perfeita, estrelado por Tom Hanks). Atlas e Ternurinha são tão fofos e peraltas, mas o que eles aprontam não está escrito, é de deixar qualquer dono enlouquecido e de cabelo em pé, mas a lealdade e o carinho compensa todas as malcriações. Foi o humor do livro e me encantei pelos dois.

Apesar de ser forte, capaz e corajosa por canalizar suas energias no trabalho, Heather o rejeita, e isso o desafia e, irremediavelmente, se vê cada vez mais atraído por ela. Mesmo não admitindo, há uma forte tensão sexual entre os dois.

Suas defesas começam a ruir quando ela percebe que por trás da arrogância de Zach há um homem encantador, genuíno e carismático. Por isso, tenta ignorar todas as suas insinuações sutis, porque não quer se envolver já que vive pelo trabalho.

Inteligente e sexy, não se rende aos seus encantos por ser pragmática e por não querer sofrer uma desilusão amorosa, pois protege seu coração dos homens que poderiam destruí-la, porque à primeira vista ele parece ser egoísta e vaidoso, cobiçado pelas mulheres.

Aos 30 anos, Zach não poderia forjar um relacionamento, mas está cada vez mais fascinado. Com sua beleza e charme, sempre deixou claro os seus limites para as mulheres. Queria viver intensamente antes que a vida lhe levasse precocemente como aconteceu com seu pai, que lhe deixou um trauma que ainda não superou.

De personalidade forte e doce, ele não se deixava intimidar por limites, porque era autoconfiante e seguro de si, já que sempre teve o amor incondicional da família. Generoso, ele se importa profundamente com as pessoas, mas encobre uma dor profunda com seu jeito atrevido e bem-humorado de ser, com seu sarcasmo e atitude despreocupada.

Ele nunca fazia nada pela metade e estava disposto a tudo para virar seu mundo de cabeça pra baixo. Amá-la estava fora de cogitação devido a um grande trauma. Por isso era avesso a compromisso.

Mesmo assustada ao descobrir a verdadeira faceta desse homem viril, ela está determinada a resistir bravamente, mas Zach conseguirá fazê-la ceder aos seus encantos e provocações sensuais, mesmo que Heather não goste de ser surpreendida e perca o controle sobre si mesma quando está ao seu lado?

Heather conhecia muito bem o preço da liberdade. Não somente para cães que se sentiam perdidos e com medo em um mundo sem limites, mas para mulheres que se apaixonavam por homens como Zack Sullivan. Homens que queriam aquilo que queriam, no momento em que queriam, sem qualquer respeito por outras pessoas — e conseguiam.
Pág. 34

Ambos não acreditam na eternidade do amor e, quando se conhecem, relutam em ter um envolvimento intimo. Mesmo não estando procurando por amor, isto os afeta de maneira profunda.

Ela não estava preparada para um sorriso como aquele completamente desprovido de sedução ou segundas intenções. Uma coisa era guardar seu coracao contra um otário sem quaisquer limites morais... outra coisa, inteiramente diferente, era permanecer fria e distante com um homem de carne o osso, alguém que ela receava que poderia ser tão humano quanto qualquer outro.
Pág. 57

Ela não quer ser atraída por um mundo sombrio até que fazem um acordo com benefícios que pode pôr tudo a perder, mas com as faíscas surgindo entre eles tudo pode acontecer, mesmo se apegando ao amor com cinismo.

Apesar de desejá-la intensamente, o possessivo Zach se comprometerá para sempre, mesmo que ela tente afastá-lo? Será que ele realmente não se importa? A quer somente pelo desafio?

Mesmo subestimando-o e não admitindo que se sente segura ao seu lado, Heather resistirá bravamente de se apaixonar por Zach que além de lindo, emanava sensualidade aumentando ainda mais seu magnetismo em relação às mulheres? 

Atrever-se a ceder ao desejo incrivelmente forte de beija-lo seria a coisa mais estúpida que ela poderia fazer. Mesmo a alguns bons passos de distância, sentia-se completamente descontrolada. Se ele pusesse a boca, as mãos, sobre a pele nua do seu corpo...
Pág. 42

Inspirando um ao outro um turbilhão de emoções conflitantes, ambos lutam instintivamente contra este sentimento porque têm medo em relação ao futuro, mas possuem coragem para superar as adversidades da vida?

Queria deixar o coração a salvo, mas será que o sentimento poderoso do amor voltará a afetá-la, após tantos anos?

— Deixe-me ter a certeza de que entendi as coisas direito. Um homem não pode procurar pelo amor, porque isso complicaria a vida fácil que ele tem. Mas uma mulher deve ter vários tipos de trauma para agir dessa forma, não é?
Pág. 76

O amor é válido e digno independente das circunstâncias? Será capaz de atravessar as barreiras e tornar este sentimento possível para ambos? Voltarão a confiar, ter fé e esperança?

No decorrer da trama, ela se vê perdida em saber que ele está determinado a vencer um desafio que lhe lançara.

(...), as palavras de Zach lhe davam a sensação de serem uma faca enfiada com toda a força no peito... como se alguma parte estúpida e imprudente do seu coração secretamente desejasse que ele pudesse se apaixonar por ela.
Pág. 143

Queria afastar a doce ligação que vem surgindo entre eles, mas resistirá aos encantos deste homem que a fizera sentir algo profundo e verdadeiro pela primeira vez atravessando as barreiras que erguera ao redor de seu coração?

— Estou esperando por você há muito tempo, Heather. Finalmente, vou fazer com que você seja minha.
Pág. 168
(...) não importava o que dissesse a si mesma., não importava o quanto tentasse fingir que nada daquilo realmente importava, cada segundo ao lado de Zach afetava profundamente as muralhas erguidas ao redor do seu coração.
Pág. 263
— Não pare de me amar. Não importa o que aconteça, prometa que você nunca vai parar de me amar.
Pág. 267

Presa em meio à escuridão, ele a ensinará a confiar outra vez e a acreditar no amor quando imaginava que não era possível. Por isso, nunca deixe de lutar e acreditar!

Aprecio mais as capas nacionais do que das originais, mas senti que essa não refletiu a trama como as primeiras capas, com exceção da caixinha personalizada que tinha mais a ver com a história.

A leitura foi envolvente e prazerosa desde o princípio e muitos vão se identificar com algumas situações vivenciadas pelos personagens que estão em busca de um grande amor na vida. Mesmo assim é um prato cheio para quem curte um romance contemporâneo intenso e sensual entremeado de cenas emocionantes e reviravoltas surpreendentes.

Os livros dessa escritora são uns dos poucos do gênero que aprecio por ser focado no romantismo e as cenas sensuais são de muito bom gosto.

Mesmo não sendo o meu livro preferido da série, não vejo a hora de conhecer todos os membros dessa família que me encantou sobremaneira e conquistou definitivamente o meu coração.


The Sullivan Series

1. The Look of Love (Um Olhar de Amor)
2. From this Moment On (Por um momento apenas)
3. Can't Help Falling in Love (Não posso me apaixonar)
4. I Only Have Eyes For You (Só tenho olhos para você)
5. If You Were Mine (Se você fosse minha)
6. Let Me Be The One (Quero ser Seu)
7. Come a Little Bit Closer (Perto de Você)
8. Always on My Mind
8,5. One Perfect Night
9. The Way You Look Tonight
10. Kissing Under The Mistletoe
11. It Must Be Your Love
12. Just To Be With You



 

6 comentários:

  1. Oi Carla, eles são ótimos mesmo, uma família encantadora. Adorei a forma como o Zach inteligentemente usou os cachorros a seu favor. Aliás, eles roubaram a cena.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rose.

      Adoro essa família. Difícil dizer realmente qual deles é o meu favorito, já que todos tem o jeitinho peculiar de ser.

      Acho que esse foi o mais humorado por conta dos animais e o Zach não foi nada bobo, né? Ele tinha que usar algo a seu favor, como você colocou bem. rs. Adorei, nunca me diverti tanto lendo um livro.

      Beijos.

      Excluir
  2. Louca pra ler essa série!! Os Sullivan são cativantes!!

    ResponderExcluir
  3. Suas resenhas são sempre 10 amiga, amei!

    ResponderExcluir
  4. Li apenas os dois primeiros livros, o segundo gostei mais.. Agora quero ler os demais só pra conhecer um pouco mais dos Sullivan's.. pq oo homens lindos S2

    ResponderExcluir
  5. Carlinha, tu acreditas que eu travei na série?
    Não consegui sair do quarto!
    Tudo quando é resenha que eu leio deveria me animar para ler, mas só de pensar em tentar outra vez bate aquele medo... hehehehe
    Saudades do blog! S2

    Bjus

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.