A Mão Esquerda de Deus :. Paul Hoffman


A MÃO ESQUERDA DE DEUS
PAUL HOFFMAN
Suma de Letras

Título Original: The Left Hand of God

Recentemente, divulguei aqui esse lançamento da editora Suma de Letras em parceria com a Equipe de Mídia Social, da Agência Núcleo da Idéia Comunicação. Para saber mais, clique aqui.

Recomendo, apesar dos pormenores que falarei mais abaixo.

Concluí a minha leitura sexta-feira à 1h da manhã, mas apenas hoje, vou falar sobre as minhas impressões a respeito do mesmo.

Para quem não sabe, esse livro é o primeiro volume de uma trilogia, escrito por Paul Hoffman, que estreia pela primeira vez o gênero literário romance aventura.

Vocês que gostam do gênero fantasia e aventura, vão adorar, mas vou avisando que não achei esse livro em nada parecido com a série "Harry Potter", que amei de paixão! Ambas são completamente diferentes!!!

No decorrer da leitura, achei esse livro extremamente sombrio e, pela primeira vez em minha vida, fui transportada para um mundo brutal, violento, tirano e opressor! O cenário da trama é desolador e isso me chocou profundamente, de tal forma que até sonhei, ou melhor, tive pesadelos à noite! Está difícil de sair da minha cabeça, viu? Acho que é a primeira vez que leio algo, que foi tão impactante!!! Acho que pelo fato de mostrar uma coisa que é muito comum nos dias de hoje.

Mas isso, não perde a qualidade da trama, que é incrível e complexa, assim como os seus personagens! Uma história repleta de mistério e aventura que relata muito sofrimento e crueldade e transporta-nos para uma jornada em busca de liberdade e sobrevivência! Isso não é muito diferente da atualidade!

O mais interessante é que o enredo mistura elementos de história medieval com um ritmo ágil e contemporâneo.

E concordo plenamente com a frase abaixo do autor, porque fiquei um pouco confusa por não saber em que época se passava a história, porque em nenhum momento no decorrer da leitura cita isso.

"Embora estejamos falando de um lugar que não existe, o Santuário dos Redentores facilmente se identifica com o cenário de miséria e dissolução existencial que presenciamos no mundo real. É uma história que pode se passar em qualquer lugar do mundo, em qualquer época e que mostra reações humanas inexoráveis".

~ Paul Hoffman ~

O Santuário dos Redentores é um lugar onde a esperança e a alegria nunca foram bem-vindas! Os milhares de meninos que moram lá foram levados muito novos e contra a sua vontade. Essas crianças padecem sob o regime opressor dos Lordes Redentores, violentos e cruéis, verdadeiros tiranos e algozes, cujo único propósito é honrar a memória do Redentor Enforcado. O Santuário lembra muito um mosteiro ou monastério, mas na realidade é uma prisão e campo de treinamento militar de corredores labirínticos e tortuosos, um lugar secular da história e repleto de segredos e mistérios que todos desconhecem.

Os garotos são submetidos a uma sádica preparação para lutar contra os hereges que vivem nas redondezas. A intenção dos Lordes Opressores, os monges que protegem o lugar, é fortalecer os internos tanto física quanto emocionalmente, preparando-os para uma monstruosa guerra entre o bem e o mal.

Os Redentores são fanáticos religiosos de tendência violenta. Sob seu comando os meninos são submetidos às surras diárias e a um regime de treinamento militar sádico preparando-os para uma guerra contra os hereges. Os meninos são alimentados apenas o suficiente para sobreviver, mas muitos acabam morrendo. A comida é frugal demais. Para vocês terem uma idéia, eles chegam ao ponto de comer coisas nojentas e inimagináveis para sobreviver. Haja estômago, viu? Argh! Ainda bem que não tenho estômago fraco, porque o autor é bem detalhista tanto nas lutas, batalhas, quanto nas comidas!!!

Entre esses corredores sombrios, vive Thomas Cale, um menino cuja idade ninguém sabe ao certo, talvez tenha 14 ou 15 anos, ou como foi parar ali. Ele já esqueceu tudo de sua vida antiga, inclusive o seu verdadeiro nome. O que se sabe é que Thomas, além de ter uma atitude fria e de aço, tem uma capacidade incomum de matar pessoas e organizar estratégias de combate. Ele foi escolhido pelo Grande Redentor com o propósito de matar religiosos que podem estar à beira do Apocalipse.

Seu nome é Cale
Disseram a ele que poderia destruir o mundo.
Talvez ele destrua...
Conheça o Anjo da Morte

Cale e seus amigos descobrem nos labirintos dos corredores do Santuário uma estranha espécie que vive nesse mundo oculto que eles nem imaginavam existir. Garanto a vocês que é uma coisa que eles nunca viram na vida e ficam embasbacados. Ficaram curiosos, não? Mas, como sou uma menina boazinha, não vou dizer... (risos). Só lendo mesmo para saber.

Até que um dia, Cale testemunha um ato horrendo e chocante. E suas poderosas habilidades são colocadas à prova, quando ele comete outro próprio. É neste momento que ele toma uma decisão definitiva juntamente com seus dois amigos, começará a jornada de sua extraordinária vida futura.

Adorei os "amigos" de Cale: Henri, um excelente combatente de armas, é um amigo fiel, sempre pronto a ajudar nos bons e maus momentos. Kleist, um excelente arqueiro., que não suporta Cale, apenas tolera-o. E, mais tarde, da Riba.

Continuando... A visão dessa bárbarie dá início a uma perseguição desesperadora e, finalmente fora dos muros do monastério, Cale irá compreender a extensão da crueldade dos lordes e a verdadeira origem de seu poder.

Essa fuga foi um dos momentos mais tensos e empolgantes do livro.

"Preste atenção. O Santuário dos Redentores no Penhasco de Shotover deve seu nome a uma grande mentira, pois há pouca redenção naquele lugar e ele tampouco serve de refúgio divino."

Depois de muitos sustos e aventuras, eles chegam em Memphis (quando li essa palavra, adivinhem o que me veio à cabeça: Elvis Presley! Isso mesmo! Mas não tem nada a ver com a história), uma cidade repleta de depravação e pervertidos que vivem ao lado dos Materazzi, uma família poderosa, egocêntrica e imperialista. Nessa cidade impera a classe dominante, cujas mães são as mais bonitas, e desdenhosas, na Terra.

Adorei os personagens dessa cidade, entre eles a Arbell Pescoço de Cisne.

Uma história de fantasia arrojada com perseguições, duelos, emboscadas, sequestros e donzelas em perigo, onde Cale é um anti-herói resistente, diabolicamente astuto, sarcástico e com um humor cínico que, em muitos momentos, cheguei a rir dele. Alguns truques que ele tramava com os amigos eram inteligentes e engenhosos!

Apesar de ser uma história sombria, onde a violência é onipresente, também tem um pouco de romance e mostra-nos um outro lado onde veremos um novo lado do Cale, um lado até humano. Isso fez com que acabasse perguntando-me: "Será que ele é do bem ou do mal?". Em muitos momentos, tive pena dele! Apesar de tudo, ele é muito corajoso, para enfrentar tudo e todos e ainda ensinar uma bela lição!

O final foi surpreendente, com reviravoltas de arrepiar, mas deixou algumas questões sem respostas, entre elas: "O que será 'A Mão Esquerda de Deus'". Mas isso só será um gancho para os próximos livros da trilogia.

Cale, apesar de ser um menino, terá que enfrentar muitos perigos para descobrir a sua origem e o seu destino. Mas ele não está indefeso em sua jornada, pois esconde incríveis poderes capazes de salvar ou destruir o mundo.

Concluindo, a escrita é primorosa, dinâmica. A narrativa é detalhista demais, o que é uma característica forte do livro! As cenas de luta são mais entusiasmadas do que as cenas de romance.

Mal posso esperar para ler a continuação. Quero saber o que acontecerá com Cale e seus amigos. Aguardar para que seja lançado o segundo volume logo por aqui!

Sucesso de público e vendas na Inglaterra, A Mão Esquerda de Deus resgata a atmosfera de clássicos como O Nome de Rosa, de Umberto Eco e O Senhor dos Anéis, de Tolkien.

O AUTOR

PAUL HOFFMAN

Passou a maior parte da infância em campos de pouso, vendo seu pai, pioneiro da prática esportiva do paraquedismo, saltar de aviões. Depois de se formar em inglês no New College, em Oxford, teve vários empregos, de professor a administrador de uma casa de apostas e mensageiro de banco. Mais tarde, foi o principal agente de classificação etária do Departamente Inglês de Classificação de Filmes. É o autor de The Window of the Crocodiles e de The Golden Age of Censorship.

É também roteirista de cinema.

♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸.•♥

E aí, gostaram?

Querem saber mais sobre o livro?

1. Clique aqui e leia um trechinho dele disponibilizado no site da editora Suma de Letras;

2. Acesse o Site Oficial no Brasil: http://www.objetiva.com.br/amaoesquerdadedeus

3. Está rolando uma promoção imperdível desse livro, onde você ganhará um kit contendo a camiseta oficial e o livro, é claro! Participe aqui! :)

16 comentários:

  1. Oie Carla!
    Olha, me deu uma vontade danada de ler esse livro!
    Não sou lá muito fã de violência, mas gosto de livros que causam impacto e marcam aqueles que o leram.
    Taí, arrumei um super motivo pra comprar esse livrinho depois que li a resenha!
    Ficou show!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Uhm... Ai, ai... Quero ler sobre!
    O livro deve ser mesmo muito impactante, mas parece muito bom!
    Bjus,
    Náh

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carla, primeiramente quero dizer uma coisa: que resenha essa foi essa, minha amiga? Maravilhosa!!!

    É engraçado, mas vc tem que concordar que os livros que mais mexem com a gente são os geralmente os melhores e que mais marcam em nossa vida. Isso aconteceu comigo com o livro A ESTRADA. Eu me dobrei de tanto chorar e me sentia oprimida! Mas foi como uma redenção, sabe?

    Eu quero muito ler esse livro e você somente reforçou essa ideia.

    Parabéns pela resenha!

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que resenha! Quero muito ler esse livro Carla! Amei! =)

    bjssss
    Lili

    ResponderExcluir
  5. Ei Carla,

    Ótima resenha :)

    Olha eu gostei muito, mas tenho estômago fraco e sofri bastante com aquelas descrições rsrs

    Mas a parte das atrocidades não me assustou tanto quanto a vc, não sei se pq como é fantasia, não me abala tanto sei la rs

    bjoo

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante da resenha.
    é um livro bem sombrio mesmo, é preciso ter muito estômago para ler, rsrs.
    Ainda não li, mas quero muito ler. =)
    beijos.

    ResponderExcluir
  7. Poxa, adorei essa resenha e sinceramente, o fato dele ter feito vc ter pesadelos foi o q me fez ter mais vontade de ler. Adoro livros assim, marcantes!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que sinistro.
    Esse não é um estilo que eu curto, mas coloquei o livro na minha lista de desejados, pois é sempre bom ter um livro diferente pra ler, numa hora de canseira de outros temas.
    Gostei da sua resenha, e imagino os pesadelos que vc teve, uau!
    beijão amiga!

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha ficou show de bola... Uau... Este com certeza já é o próximo da minha lista e sua resenha só aumentou a minha curiosidade...

    ResponderExcluir
  10. Uau Carla...
    Amei a resenha, e ela só me deu mais vontade ainda de ler este livro... Já esta na minha lista - parabéns !!!

    ResponderExcluir
  11. Nossa Carla ... esse parece um daqueles livros que deixa marcas. Amei a resenha - só deu mais vontade, o meu já esta aqui, uma das minhas dúvidas é se tinha romance na história e tu esclareceu :) acho que esse eu vou gostar, sempre fui fã das histórias mais sombrias.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Com certeza mais pra para a lista de aquisições, ainda mais com uma resenha tão favorável!
    kkkkkkkkkkkk.

    ResponderExcluir
  13. OI Carla!
    Eu adorei esse livro,é forte, impactante e cheio de sangue. kkk
    É a Minha cara.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Não ligo para violência em livros, se for bom leio qualquer coisa, até porno..kkk
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. OLÁ MINHA CARA,

    EU JÁ ESTAVA COM MUITA VONTADE DE LER ESSE LIVRO AGORA DEPOIS DE LER SUA RESENHA FIQUEI COM MAIS VONTADE AINDA. AGORA TENHO A CERTEZA DE QUE IREI GOSTAR.

    BJ
    si

    ResponderExcluir
  16. Nossa!!

    Adorei a sua resenha! Ainda não li o livro, e não sabia que ele é tão sombrio.

    Fiquei curiosa!

    bjs

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.