Bilionários por Acaso :. Ben Mezrich

BILIONÁRIOS POR ACASO: A Criação do Facebook
BEN MEZRICH
Intrínseca

Titulo Original - The Accidental Billionaires: The Founding of Facebook - A Tale of Sex, Money, Genius and Betrayal

Um dia assistindo ao programa E! News, na tv a cabo, deparei-me com os bastidores do filme A Rede Social, que chegará em dezembro aqui no Brasil, e qual não foi minha surpresa ao constatar depois que a Editora Intrínseca iria lançar o livro que deu origem a esse filme. Então, essa foi a primeira vez que ouvi falar do livro Bilionários por Acaso, que achei impressionante!

Sempre tive curiosidade em saber quem está por trás dos sites que todos nós acessamos, adicionamos amigos, brincamos com alguns joguinhos virtuais, compartilhamos nossos gostos, nossas fotos, enfim... Você nunca teve curiosidade em saber? Eu sempre tive e, acabei me impressionando com as revelações, as reviravoltas que houve por trás da criação do Facebook, o que faz com que esse universo de informações seja fascinante em uma trajetória brilhante!

O mauricinho Eduardo Saverin, um brasileiro, e o nerd Mark Zuckerberg, um norte-americano, eram dois estudantes que tentavam sobreviver no ambiente repleto de alunos brilhantes de famílias supertradicionais em Harvard. Completamente desenturmados e querendo aumentar a sua popularidade com as meninas, criar novas amizades e fazer sexo, acabaram criando o Facebook.

No decorrer da leitura descobrimos como foi o processo de criação no alojamento estudantil até tornar-se uma das empresas mais poderosas do mundo. Tudo começa com o financiamento de Eduardo, que estudava Economia, para a decolagem dessa empreitada. Eduardo andava sempre bem-vestido, buscando investidores e anunciantes para o site em viagens a Nova York. Por outro lado, Mark era completamente o oposto do amigo, desengonçado, estava sempre de sandálias, bermudas e moletom, completamente fechado, esquisito, mas era um gênio da informática que enxergou no futuro da web social o caminho mais curto para a fama.

Enquanto Eduardo acreditava que fazendo parte de clubes exclusivos, incluindo as famosas fraternidades da elite de Harvard, que projetaram gerações de poderosos, alavancaria seu passaporte para a fama, Mark não se preocupava com o que ninguém pensava.

Eduardo passou a maior parte da infância entre comunidades de classe média alta no Brasil e em Miami antes de matricular-se em Harvard, mas esse mundo opulento lhe era completamente estranho, mas tinha tino para os negócios, já que ganhou muito dinheiro em investimentos de petróleo, enquanto Mark recusou sete dígitos da Microsoft quando estava no ensino médio! Eles eram garotos prodígios, mas cada um na sua especialidade.

E isso foi o princípio dessa empreitada que decolou em meio à muitas festas, bebedeiras, garotas, sexo, genialidade, ideias, investimentos e através disso acabou gerando muitos problemas e discórdias entre todas as pessoas envolvidas que culminaram na traição gerando muitos processos.

Uma frase do trailer do filme A Rede Social retrata bem isso:

Ninguém consegue 500 milhões de amigos
sem fazer alguns inimigos.

A parte das fraternidades fizeram lembrar-me dos filmes nerds dos anos 80 e da série Greek.

Teve uma cena muito engraçada que fazia parte da iniciação de Eduardo no mundo das fraternidades, que vou citar abaixo:

- Fantástico! - comentou Mark rindo para a caixa. - Essa sua nova amiga é uma maravilha. E tem um papo muito melhor que o seu.

- Fantástico, nada - sussurrou Eduardo, ignorando a alfinetada de Mark. - Essa galinha é um pé no saco. E só me criou um monte de problemas.

Pág. 38

Foi hilariante as situações que ele passou por causa dessa galinha, que tinha que carregá-la a tiracolo o tempo todo. (risos). Só lendo mesmo para saber.

Depois de uma noite frustrante e solitária, e com inúmeras ideias na cabeça, Mark invade o servidor da universidade e desenvolve uma base de dados que permitia aos estudantes ver as fotos e dar notas a todas as alunas do campus. Ele quase foi expulso, porque isso gerou uma pane no sistema. Assim, ele construiu o alicerce do que viria a ser o Facebook, um site onde as pessoas poderiam socializar-se sem sair de casa. Mark foi um gênio!

Tem um momento durante o comecinho do processo de criação, antes dele aprimorar e aperfeiçoar o Facebook, em que ele fala de colocar as fotos ao lado de fotos de cabeça de gado para as pessoas votarem em quem era mais bonito e isso fez-me lembrar imediatamente do filme Alguém como Você, com a Ashley Judd e o Hugh Jackman, em que a personagem dela fazia comparações entre o comportamento humano com o bovino através de uma teoria.

O tempo passa e o entusiasmo e a energia dos tempos de universidade, tornam-se presas do mundo adulto dos sócios das grandes corporações e todas as divergências sobre o futuro do Facebook puseram à prova aquela amizade que transformou-se numa guerra em todos os sentidos.

Durante a leitura, aventurei-me no mundo das mais famosas firmas; das modelos da Victoria's Secret; além de conhecer os mais inusitados personagens como o lendário Sean Parker; Bill Gates; os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss, remadores que disputaram as Olímpiadas; Larry Summers, ex-secretário do Tesouro dos Estados Unidos, presidente de Harvard.

A narrativa tem altas doses de paranoia, sexo, bebida, talento, drogas e muita ambição em busca do poder, mas que relata a vontade de vencer e a inocência perdida.

Segundo o autor, esse livro foi escrito baseado em centenas de fontes e milhares de documentos, em entrevistas, mas sem depoimentos de Mark Zuckerberg.

O kit do livro cedido cortesmente pela Editora Intrínseca, nossa grande parceria, além do release veio essa linda caneca, que tem estampado na frente o título do livro e no verso, a mãozinha do "Curtir" do Facebook. Não é genial? Linda, né? Adorei!

Este livro inspirou o filme A Rede Social, que estreia dia 3 de Dezembro no Brasil, cujo título original é The Social Network.

6 comentários:

  1. Litura interessante! que mundo diferente!
    To louca para ver o filme... parece bom!

    bjus

    ResponderExcluir
  2. ADOREI SUA RESENHA COMO SEMPRE, SUPER COMPLETA, INFORMATIVA E NADA DE SPOILER!
    To curiosa para ler esse livro!
    beijão!

    ResponderExcluir
  3. Eu não tinha o mínimo interesse em ler esse livro. Não gosto de biografias, mas você mudou minha forma de pensar.

    A caneca é linda né.

    Super beijo.

    ResponderExcluir
  4. Como assim, galinha? Tem galinhas no facebook? Achei que era no Orkut!
    errr... não resisti a fazer a piada sem graça rsrs
    O livro tá aqui na pilha pra ler e logo, logo espero chegar nele... tenho só... sete na frente rsrs
    Mas a caneca... há! Essa já usei, abusei e bebi muito café lendo hauhauhauha
    Vou fazer com esse igual fiz com o do Tempo. Toda vez que me desanimar, vou lembrar "a resenha da Carlinha tava legal, continua lendo que melhora!" hauha No Tempo deu super certo hauhauhauha
    Pra variar, adorei a resenha, Carlinha! hehehe

    ResponderExcluir
  5. Nossa adoreii!!! achava q ia ser meio entediante, mas pela resenha ja vi que não! XD

    ResponderExcluir
  6. Afff, mas um que vai pra lista!!! Alguém me da esse ai de presente!!!!! kkkkkkkkkkkkkk
    valeu Carlinha!!!
    xeru

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.