Crescendo - Becca Fitzpatrick

CRESCENDO
BECCA FITZPATRICK
Intrínseca

SEGUNDO VOLUME DA SAGA "SUSSURRO"

Um juramento sagrado.
Um anjo caído.
Um amor que não deveria existir.

Depois de ler "Sussurro", que foi uma leitura prazerosa, mágica e sem precedentes, finalmente concluí a leitura de "Crescendo". Li-o em apenas dois dias e, como não podia deixar de ser, fiquei ainda mais inebriada pela magia sombria e emocionante da história de Nora e Patch!

Em "Sussurro", vimos que a vida de Nora Grey não era perfeita, que teve uma péssima experiência ao sofrer uma tentativa de assassinato, mas que no final acabou ganhando um namorado e guardião: Patch, que de angelical não tem absolutamente nada. Ele é lindo, irresistível, misterioso, de quase dois metros de altura, um corpo esguio e atlético, seus olhos e cabelos negros ondulados. Tinha um sorriso sexy, perverso, que sugeria encrenca. Apesar dele ter salvo sua vida, ela percebe que o mundo dos anjos caídos é vital e que ele lamenta a decisão dos arcanjos.

Adorei inúmeros diálogos entre os pombinhos, entre eles:

- Quer alguma coisa?

- Quero, mas não está no menu.

Sorri.

- O que é isso Patch? Está me paquerando?


Pág. 14

Com dificuldades escolares e financeiras, Nora quer arrumar um emprego e começa um curso de verão de química continuando com o aconselhamento psicológico.

Ela e Marcie, sua inimiga, estudam juntas desde o jardim de infância. As duas não se toleram, já que, inexplicavelmente, começou uma guerra entre elas, porque Marcie, cujo pai é influente na sociedade, é uma jovem insensível, egocêntrica, grosseira e usa golpes baixos para atingi-la. Fiquei estupefata com as revelações bombásticas no decorrer da leitura e só depois vim a entender essa rixa que ela tem com Nora! Foi perfeito!

Há dois meses com Patch, envolvida com muitos beijos, mãos bobas, cabelos despenteados, Nora sentia-se ligada a ele emocionalmente.

Sua amizade significava mais para mim do que uma centena de experiências casuais. Quando meu pai morreu, deixou-me com um enorme vazio que ameaçava me devorar por dentro. (...), mas a dor não era mais tão forte. Eu não via po que razão deveria permanecer agarrada ao passado quando tinha tudo o que queria neste momento. (...)

Pág. 20
- Está começando a parecer que você tem um problema, Anjo. - Ele deslizou o dedo sob a alça da minha camiseta e seu toque fez minha pele formigar. - Aposto que consigo fazer você esquecer Marcie.

Pág. 21
(...), eu mal podia me lembrar de como tinha sido a vida sem Patch. À noite, deitada na cama, (...) pensar (...) no timbre grave de sua risada, no jeito como aquele sorriso erguia ligeiramente mais o canto direito da boca, no toque de suas mãos - quentes, macias, deliciosas - sobre a minha pele. Mas só com muito esforço (...)

Pág. 22

Ela precisava dele como nunca precisou de ninguém, queria que ele sentisse, porque os anjos não tem sensações físicas e tinha curiosidade em saber detalhes particulares de sua vida, enquanto ele
tinha no melhor amigo irlandês, Rixon, um laço profundo de amizade e era o único a quem ele confiava todos os seus segredos.

Por outro lado,
Blythe, a mãe de Nora, passa a vigiá-la constantemente por não confiar nele, por estar sendo superprotetora desde que a filha correu risco de vida há meses atrás e seu marido foi assassinado há um ano, já que Harrison Grey achava que levava uma vida normal com sua família e que não tinha nada a temer. A pedido de um amigo - que criou uma sociedade com o intuito de proteção e lealdade, porque muitos querem destruir, desmoralizar e desumanizar pessoas -, tenta proteger alguém muito próximo por conta de uma maldição que paira sobre a cabeça dessa pessoa. Mas, no meio do caminho, a vida de Harrison é interrompida e esse é apenas um dos mistérios que serão esclarecidos no final do livro..

E, para piorar ainda mais a relação, Patch anda cada vez mais evasivo e está interessado em Marcie Millar, sua inimiga, que sempre a humilhou e debochou. E, por isso, Nora apavora-se com a ideia de Marcie usá-lo para ferí-la. Não suportaria perdê-lo, mas morreria se perdesse para sua rival.

Com todos esses problemas, Nora começa a sentir-se atraída pelo rebelde e misterioso Scott Parnell, um amigo de infância persuasivo, que a deixa furiosa por conseguir com que as pessoas ajam de maneira com que nunca sonharam e pressente que este guarda um grande segredo, porque tem um passado duvidoso, já que é encrenqueiro, impulsivo e tudo indica que faz parte de uma gangue, desde que retornou a Coldwater com sua mãe,
Lynn Parnell.

Anjo.

Levantei os olhos quando Patch disse meu apelido em meus pensamentos.

Estar perto de você, da forma que for, é melhor que nada. Não vou perdê-la.
Ele fez uma pausa e, pela primeira vez desde que o conheci, vi uma sombra de preocupação em seus olhos. Mas já caí uma vez. Se eu der aos arcajos motivos para imaginarem que estou remotamente apaixonado por você, eles vão me mandar para o inferno. Para sempre.

Pág. 43

Nora fica apavorada e perturbada com a armadilha que o destino e as circunstâncias lhes preparara.

Nora acha que cometeu um grande erro ao apaixonar-se por ele e, pior, ele foge da relação por conta do seu egoísmo em vez de abraçá-la, porque, segundo ela, Patch via as garotas como conquistas, onde cada uma era um desafio a curto prazo, já que ele era um sedutor, pois só se importava com o início da relação.

Será que tudo voltará ao normal? Será que Nora irá superar sua briga com Patch? Será que ele continuará partindo o seu coração?

Sabia que estava me preparando para me machucar mais, no entanto, não conseguia resistir a ele.

Pág. 125
Ele achava que um sorriso devastador bastava para apagar toda a minha mágoa. Para fazer com que eu me esquecesse de que ele havia beijado...

Pág. 158
Enquanto Patch era lento, experiente e fazia tudo a seu tempo, Scott era brincalhão, voraz e um tanto despreocupado. (...)

Pág. 179

Nesse livro, os personagens secundários aparecem mais e estão bem desenvolvidos, como a Vee, que continua insolente, apesar dos ciúmes diverti-me demais com os diálogos entre ela e Nora; o Detetive Basso, que adorei; o Rixon, que surpreendeu-me muito no final, que fez com que eu perguntasse: "Como não percebi isso antes?!"; a Marcie, insuportável como sempre. (risos).

Algumas partes me irritaram profundamente.

"Como a Nora pode ser tão tapada, teimosa, orgulhosa e 'desobediente'?"

Sempre que acontecia algum tropeço no caminho, sobrava para o Patch resolver. E, pior, ela sempre metia os pés pelas mãos.

Juro! Teve horas que quis bater nos dois!!! Nele, pelo seu egoísmo! Até eu deduzi o que ele estava fazendo e me pergunto como ela pode ser tão cega?! (risos). Os erros cometidos pelos dois me deu nos nervos!!! (risos). Mas, no decorrer da leitura, fui entendendo o por que de tudo isso, os mistérios que rondava a relação dos dois, e as peças foram se encaixando, o que acabou surpreendendo-me muito!

Algumas cenas da Nora, do seu desespero, choro, brigas, eram angustiantes demais e afligia-me pelo seu estado depressivo, lembraram-me muito da Ever, em "Lua Azul", da autora Alyson Noël; e da Bella, em "Lua Nova", da autora Stephenie Meyer, mas diferentemente das duas, Nora é impulsiva e arrisca-se até as últimas consequências.

Gente, teve momentos que achei-a lunática, devido à sua obsessão em perseguir Patch! (risos). Adoro isso em personagens que geram um emaranhado de emoções conflitantes! Não sabia se ria, chorava, esbravejava, batia, emocionava, suspirava, gritava, chacoalhava, etc. (risos).

Em relação à "Sussurro", senti muita falta do Patch nesse livro, porque ele aparece bem pouco, mas as cenas dele eram as melhores.

Finalmente, várias questões de "Sussurro", foram esclarecidas, entre elas o assassinato inexplicável do pai de Nora. Ela começa a atormentar-se com visões estranhas que anda tendo com ele e pergunta se há uma conexão entre a morte dele e os nefilins.

É então que uma sucessão de eventos estranhos e acontecimentos assustadores começam a acontecer e a cercá-la. Ela começa a correr riscos quando começa a desvendar o que de fato aconteceu há muitos anos. Na busca de respostas, ela se aproxima de uma verdade que pode ser ainda mais avassaladora colocando sua vida em risco.

Por isso...

É melhor que algumas verdades fiquem mortas e enterradas - do contrário, podem destruir tudo aquilo em que você acredita.

Como não podia deixar de ser o final foi surpreendentemente inesperado e arrebatador, o deixou-me ansiosa pela continuação, que só veremos em "Silence".

O que o futuro reserva para Nora e Patch? Isso, você só saberá lendo esse livro envolvente que está mais sombrio, repleto de drama, conflitos, suspense, mistério, ação, adrenalina e, é claro, muito romance.

Saga "Sussurro"
(The Hush, Hush Saga)

1. Sussurro (Hush, Hush)
2. Crescendo (Crescendo)
3. Silence - Previsto para 04/10/2011 nos Estados Unidos

Vamos aguardar ansiosamente o terceiro volume da série
Hush, Hush: Silence, e saber mais sobre as aventuras recheadas de mistério, misticismo e de muito romance!

Esse livro está mais do que recomendado para quem curte livros dos gêneros fantasia, sobrenatural, mistério, suspense, anjos e muito, mas muito romance.

Quer saber mais sobre a série e a autora?

Clique aqui e leia ao primeiro capítulo de "Crescendo", publicado no site da Editora Intrínseca.

Hotsite da série no Brasil:

http://www.seriehushhush.com.br

ou


http://www.seriesussurro.com.br/

Site oficial da a
utora:


http://www.beccafitzpatrick.com/

13 comentários:

  1. O meu está aki olhando para mim, mas ainda naum deu para ler...

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ok, D. Carla vc simplesmente foi maravilhosa na resenha,e estou aqui desesperada pra ler o livro!Ainda não li nenhum livro da série
    da autora Alyson Noël; mas da serie "Lua Nova",sou fã.

    Parabéns, é muito bom ler reseAcabei de postar: Resenha de "Crescendo" (SEM SPOLERS!)


    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ok, D. Carla vc simplesmente foi maravilhosa ao fazer essa resenha,e estou aqui desesperada pra ler o livro!Ainda não li nenhum dessa série da autora Alyson Noël; mas da serie "Lua Nova",vc sabe que sou fã.

    Parabéns, é muito bom ler resenhas assim (SEM SPOLERS), não vejo a hora de ler o meu "Crescendo".

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ainda não comprei o meu, doida ára ter, por que ler só mesmo depois de ler Sussurro, que claro está na pilha, kkkk
    ótima resenha!

    ResponderExcluir
  5. Amei Sussurro e ameeei Crescendo!!!

    Vontade de bater muiiito na Nora, tapada mesmo! Espero que a autora consiga manter o nível no próximo livro!!!

    Pena q a espera será longa =(

    ResponderExcluir
  6. Carlinhaaaa adorei sua resenha! Nossa, me fez lembrar todas as cenas do livro!!!
    Sem dúvida, Crescendo superou minhas expectativas. Vamos ver o próximo né?
    Tive vontade de entrar no livro e espancar Nora até a morte!! Ô menina mais tapada! kkkkk
    E o Patch? Só se complicava ainda mais... rsrs
    Adorei!

    Bjussss
    http://viciadospelaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Por que vocês ficam me torturando, dizendo que leram o livro, e eu nem o tenho ainda!

    hahahaha

    Quero muito esse livro, não vejo a hora de comprar!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Nossa eu amei o livro... mais confesso que também fiquei um pouco decepcionada =/

    Achei a autora dessa vez iria acrescentar mais coisas sobre o "passado misterioso do Patch" mais infelizmente ele não aparece muito no livro (para minha decepção), fiquei decepcionada também quando a Nora não passa tanto tempo com o Patch quanto eu gostaria que passasse.

    Mais o livro em si é muito bom, você consegui ficar muito envolvida com a historia, quero que chegue logo a continuação ^^

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Esse está na lista desde antes de ser lançado!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu, como você já sabe Caral, já li e até resenhei Crescendo!.
    Adorei, entendo que tem coisas que deixam a gente meio que ''decepcionados'' afinal sempre esperamos mais, porém já percebi que o segundo livro sempre traz mais esclarecimentos do que o romance em si de todas as séries.
    Só espero que no desfecho(Silêncio) não deixe à desejar...
    mas falando de Crescendo, ADOREI e como poderia não gostar com Patch no meio do livro!??? kkk
    Concordo com você Carla, que ele bem que poderia aparecer mais, afinal eu estava lendo mais por conta dele do que tudo (CONFESSO).
    Adoro aquele anjo.
    Eu ri muito com as loucuras da Nora, é cada coisa que dei ótimas risadas, e fiquei encantada e super feliz pelos personagens secundários terem tido mais destaque, como a Vee, que se mostrou uma verdadeira e super amiga, entrando em todas as ''frias'' com Nora.
    kkkkkkkk.
    Bem, eu que spu fã da série, gostei muito.
    E estou ansiosa pelo final desta super série!

    ResponderExcluir
  11. Já li tantas resenhas dos livros dessa série que já me apaixonei pelo Patch, affffffee!!
    Só que adoro as resenhas daqui, muito bem feitas, verdadeiras, sempre com citações do livro, amo! E fiquei mais apaixonada ainda... ushuaushuauhshua...
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. Ei Carla,

    Ainda não li o livro, tenho medo de querer matar a Nora. Estou com preguiça destas protagonistas rs

    Amo o Patch aiai, adorei o primeiro trecho que vc citou hehe

    bjoo

    ResponderExcluir
  13. Não li nenum dos 2 livros ainda, mas estou na febre para ler. Bjs, Rose:D

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.