Nas Sombras - Jeri Smith-Ready

NAS SOMBRAS
JERI SMITH-READY
Galera Record


Este é o primeiro livro da trilogia "Shade", cujo original em inglês intitula-se Shade, com 336 páginas, que me surpreendeu.

Aura Salvatore é uma jovem com o dom raro de ver e falar com fantasmas, porque nasceu após a Passagem, mas há um mistério que ronda o seu nascimento através de anotações no diário da mãe,
de quem sente imensa falta, já que ficou órfã aos três anos, mas desconhece quem seja seu pai, porque foi criada por Gina, sua tia, madrinha e guardiã.

Atua como tradutora no tribunal da tia auxiliando os fantasmas.
Isso a assombra de maneira que altera o seu modo de se relacionar com eles e quer descobrir como reverter isso, já que anseia por um pouco de paz.

- Você acha que já viu tudo, mas não sabe como é isso aqui. Um dia você vai perder alguma coisa importante e então vai saber.

Pág. 17

É apaixonada por Logan Keeley, o bonito e charmoso líder de uma banda de rock, que sonham gravar um disco. Os dois tinham em comum o amor pela música. Um dia, tudo muda drasticamente quando este vem a falecer devido a um ato de irresponsabilidade estúpida e inconsequente.

Sua habilidade sempre a torturou, mas agora é o que mantém seu amor por perto, mesmo estando roxo e não podendo tocá-la de forma alguma (lembrei-me do filme “E se fosse Verdade”, estrelado por Reese Whiterspoon e Mark Ruffalo).

Ao tentar superar a morte do amado e enfrentar diversos conflitos, conhece Zachary Moore (um aluno exótico de intercâmbio escocês, prestativo, compreensivo, misterioso e muito atraente, por quem acaba irremediavelmente atraída), que vai ajudá-la na tese de astronomia que tem a ver com o mistério que ronda o enredo.
Ambos têm em comum um grande vazio por conta dos dramas familiares.

Aqui os mortos "voltam" ao convívio dos entes queridos, o que torna tudo muito doloroso, mas a verdade é que a realidade não aparenta ser o que é. Enquanto os que nasceram antes da Passagem não veem fantasmas, os que nasceram depois acabam sendo debilitados pelas Sombras (fantasmas amargurados ou espíritos obscuros e poderosos que se escondem na escuridão e vagam por tempo indeterminado no plano terreno), que acabam sendo detidos pelo DPM (Departamento de Pureza Metafísica do governo). As pessoas sentem um mal estar muito grande, enjoos e vertigens, porque eles não podem fazer a Passagem e encontrar a paz indo à luz, só podem ser afastados pela pedra de obsidiana (isso não ficou muito bem explicado, porque a autora deixou algumas lacunas e pontas soltas).

Depois da morte de Logan (
que tem que consertar as coisas para seguir em frente e descansar em paz), começa a surgir boatos maledicentes sobre eles, mas só no final é descoberto quem começou tudo isso.

Eu estivera tão errada sobre nós dois. Se ele tivesse sobrevivido seríamos felizes. Não todos os dias, mas no espaço de tempo que duraria para sempre.

Pág. 304

E que decisão Aura tomará futuramente, já que está determinada a desvendar esse mistério?

- O mesmo se aplica às respostas que você procura. Você não vai encontrá-las encarando as perguntas fixamente até seus olhos caírem. Elas vão aparecer quando você estiver olhando para outra coisa. Mas vão aparecer.

Pág. 95

Com quem ficará: Logan ou Zackary? Leia e descubra.


Me lembrar de Logan fez meu estômago afundar em uma saudade repentina. Por semanas quis beijá-lo e tocá-lo novamente, quase mais do que queria respirar. E agora, a memória de Logan e a realidade de Zackary estavam rasgando meu coração no meio.

Pág. 231

O livro é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva de Aura e, apesar da originalidade e distinção, me lembrou do seriado “Ghost Whisperer”.

A leitura fluiu rapidamente, mas o enredo lento e melancólico me incomodou no decorrer da história distópica, pelo fato das coisas demorarem a acontecer, mas gostei do fato deste fugir um pouco dos estereótipos em relação a outros livros do gênero e misturar romance, aventura, mistério, com um toque sobrenatural em questões que geram muitas reflexões acerca da vida e da morte.

PORQUE O QUE É VISTO É TEMPORÁRIO, MAS O QUE NÃO É VISTO É ETERNO.

Pág. 183

Gostei muito dos personagens centrais e secundários, entre eles: Megan, melhor amiga de Aura que trabalha numa casa funerária; os irmãos de Logan (Dylan, Siobhan e Mickey), que eram mais sensatos que ele; Aura por ser diferente das mocinhas que estamos acostumadas a ver. É madura, forte, determinada e encara os problemas de frente, mesmo com algumas atitudes levianas; Logan era mimado, imaturo, possessivo, egocêntrico e cheio de excessos. Apesar do relacionamento do casal trazer muita insegurança e desentendimento, só no final fui entender o outro lado de algumas atitudes excessivas.

Apreciei demais o humor negro e sarcástico, além do mistério, que foi o ápice do enredo, o que me motivou a continuar a leitura e querendo saber o que vem por aí.


A autora foi tênue em abordar vários assuntos atuais, como o luto, os excessos, a vida desregrada e a morte (esta parte me comoveu demais em alguns momentos emocionantes que abalou meus sentimentos, já que você sente na pele a dor dos personagens. Quem já vivenciou isso sabe como tudo é pungente, porque você acha que a vida acabou, fica estagnado no tempo, porque esquece de seguir em frente), o que nos traz uma grandiosa lição nas entrelinhas.

Trilogia NAS SOMBRAS

1. Nas Sombras (Shade)
2. Shift
3. Shine


9 comentários:

  1. Oi Carlinha!

    Estou bem curiosa para saber como essa trilogia vai acabar \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla!


    Um triangulo amoroso delicado, me deixou bastante curiosa. Sei lá, quem eu escolheria kkkk.
    Aff! para minha tristeza mais uma trilogia, desse jeito vou ficar doida, e falida.


    Beijos
    Luciana

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho muita vontade de ter este livro... apesar da capa não me ser agradável visualmente, mas o conteúdo me interessa. =)
    Agora, não consgigo enxergar o triângulo amoroso com uma das pontas estando morta... hahaha
    Esse trabalho dela é bem sinistro...
    E desde já eu tenho raiva do Logan por ter feito uma estupidez num dia que seria mega importante para a Aura. aff... até me faz pensar: bem feito. ;)

    ResponderExcluir
  4. meninadabahia22/06/2012 08:52

    Também tive a mesma sensação que você, sobre: Ghost Whisperer.

    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oi, Danielle.

    Como todo livro YA, sempre tem que ter um triângulo amoroso que é de praxe. A princípio, tive a mesma sensação que você.

    O enredo é sinistro mesmo e, por diversos momentos, o Logan conseguiu me tirar do sério pela sua imaturidade, mas no final fiquei até com pena, sabe?

    Agora, só resta aguardar a continuação p/ saber o que a autora vai abordar.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lu.

    Acho que até sei quem você escolheria. rsrsrs.
    Esse negócio de série é um caso sério mesmo! Estamos perdidas. :(

    ResponderExcluir
  7. Desde a primeira resenha que li sobre esse livro minha vontade de lê-lo só aumentou. No início pelo seu título "Nas Sombras" já achei que teria algo de sobrenatural, depois com as resenhas vi que a história é bem interessante. Eu quero muito ler!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Déborah.

    Só pelo título, já achei bem sombrio mesmo. Estou curiosa para saber o que vem por aí. Agora só resta esperar sair por aqui, porque lá fora foram lançados os três. ^^

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.