Um Beijo do Destino - Mary Jo Putney

UM BEIJO DO DESTINO
MARY JO PUTNEY
Bertrand Brasil


Este é o primeiro romance da autora que leio, com 406 páginas, que é o primeiro volume da série “Os Guardiões”, surpreendente pela magnitude da trama histórica onde me peguei envolvida e inebriada a cada página de um enredo cativante onde o poder e a magia são entrelaçados com um sentimento passional e avassalador entre os protagonistas Gwyneth Owens e Duncan Macrae, que viverão muitas aventuras.

Duncan, lorde Ballister e líder de um poderoso clã ancestral escocês, é um Guardião que tem a capacidade mística de controlar as forças da natureza, enquanto outros têm a habilidade de ler o coração das pessoas e prever o futuro. Os Guardiões eram humanos dotados de poderes mágicos que viviam clandestinamente entre os mundanos. Prestavam juramentos sagrados de servir e usar seu poder para proteger seus companheiros, porque grandes poderes requerem grandes responsabilidades.

Ele era honesto, inteligente, fascinante, charmoso, misterioso, excitante, poderoso, belo, atraente, extraordinário, enigmático, irresistível, perturbador, temível e opressivo, que emanava uma aura de sedução e magnetismo, além de ser talentoso, íntegro e respeitar suas tradições. Um dia, conhece Gwynne, uma jovem viúva inglesa, e se vê irremediavelmente atraído por ela, que fica fascinada pela paixão e perigo.

- Athena, acabo de conhecer um homem que me fez sentir como um ratinho perseguido por um gato. E não é um gato doce e amigo como você. – Parece mais como um tigre, pensou.

Pág. 32
- Por que demonstra tanto interesse por mim? Será algo em minha aparência? Esse é um motivo superficial para conquistar-me. Ou será que sente apenas prazer pela conquista e minha resistência o desafia?

Pág. 97

Ela era íntegra, independente, espirituosa, vivaz, passional e determinada, mas apesar de ser filha de um Guardião, herdou apenas a beleza incomparável da mãe e guarda ressentimento por não ter nenhum poder. Forte, calorosa, divertida, amável, sensível, culta e reservada, trabalhou a vida toda com livros, se preparando para o destino difícil que a aguardava, porque tem um conhecimento profundo por ser arquivista da tradição dos Guardiões.

- Querem que eu faça o quê? – sua voz era aguda de indignação. – Não me casarei com um escocês bárbaro! Não podem forçar-me a desposá-lo.

Págs. 91-92

Os dois têm em comum a paixão, a teimosia e uma atração inegável, já que sentiam o elo de uma conexão profunda que já estava predestinada. Mas só Gwynne pode estabilizar essa relação, porque sua natureza indomável e intensa atraía-a e a intimidava, porque perto dele se sentia viva, já que sempre foi tão protegida, mas nunca imaginou que uma paixão tivesse o poder de transformá-la mudando sua vida para sempre depois de um beijo do destino.

- Sou um homem com interesse genuíno por conquistar seu coração. Posso ser impaciente, mas suponho que geralmente não sou insensível. Há uma ligação entre nós – certamente você também a sente. Ou estarei me iludindo?

Pág. 51


Duncan lhe desperta um sentimento avassaladoramente selvagem levando essa paixão além dos limites para salvar esse amor e o que o futuro lhes reserva. Ele acabará colocando sua lealdade ao país em jogo devido a uma catástrofe de uma guerra iminente, onde todos terão um papel crucial, mas somente uma traição será capaz de impedi-lo de desencadear essa tragédia que pode mudar ou destruir uma nação. Que traição é essa?

Duncan sentiu o coração falhando. Como haviam ido da paixão intensa ao completo estranhamento com tanta rapidez?

Pág. 305

Só garanto que trará muitas mágoas, mas o amor sobreviverá a tudo?

A narrativa flui rapidamente onde você se vê envolvida por personagens cativantes em um enredo histórico apaixonante e sedutor, dividido em três partes, repleto de aventuras, guardiões, mundanos, magias, desavenças, ideais, guerras, traições, amores e paixões intensas.

O enredo se passa no século XVIII e é ambientado na Inglaterra e na Escócia, no período da rebelião jacobita de 1745.

Como é um romance, a autora ressaltou no final da obra que evitou descrever as batalhas sangrentas e tragédias irrecuperáveis, porque queria incutir esperança e renovação.

Gostei muito de Simon, lorde Falconer, um mago poderoso da Grã-Bretanha e melhor amigo de Duncan, como também de Jean, irmã de Duncan, uma jovem forte, idealista e determinada que assumiu uma grande responsabilidade em prol da família desde cedo.

Se você é fã de romances históricos e também gostou dos protagonistas dos livros da escritora Judith McNaught, não pode esperar para conhecer a história de Gwynne e Duncan... e se apaixonar!

Série “OS GUARDIÕES”
(The Guardians Series)
  1. Um Beijo do Destino (A Kiss of Fate): Focado em Gwyneth Owens e Duncan Macrae.
  2. Magia Roubada (Stolen Magic): Focado em Meggie Louca e Simon Malmain.
  3. A Distant Magic: Focado em Jean Macrae e Nikolai Gregorio - ainda não publicado aqui.
Segundo a wikipédia, ela escreveu alguns contos antológicos, que fazem parte da série, mas ainda não foram publicados aqui:
  • The Alchemical Marriage, em "Forces Irresistibles";
  • The Tuesday Enchantress, em "The Mammoth Book of Paranormal Romance";
  • The White Rose of Scotland, em "Chalice of Roses"; e
  • The Demon Dancer, em "Songs of Love & Death".

10 comentários:

  1. OI Carlinha!

    Nossa, fiquei bem curiosa com a história \o/

    Faz tempo que não leio um romance histórico....

    Nem lembro qual foi o último kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Ah essa capa com dourado.... é linda, pena que não posso dizer o mesmo da segunda... aquele unicórnio me deixou com má impressão... hahaha
    Mas eu gostei da resenha, e penso seriamente em dar uma lida. Mesmo sem conhecer a autora.. nem mesmo li algo da Judith.
    Mas eu gosto de quando incluem magos e afins na história dá um Q a mais!!!

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de romances históricos, quase sempre são muito bem escritos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Amei a leitura desse livro, com certeza ele tem tudo que eu gosto, magia, romance, drama, mas acima de tudo "pegada".
    A autora consegue nos transportar para a leitura a ponto de não conseguirmos parar de ler. Apesar de focar durante toda a leitura uma guerra iminente, o texto é leve e sem de forma alguma assustar o leitor.
    Linda sua resenha Carlinha!

    ResponderExcluir
  5. Olá meninas!
    Esse livro é LIIIIIIIIINDO! Adorei lê-lo tbém e super indico!
    Confesso que não sou fã de magia e tal mas nessa história caiu super bem: personagens marcantes, com "pegada" SIM! E tem razão em comparar com os mocinhos da Judith!
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Débora Lauton14/06/2012 17:16

    Acho que esse é o tipo de livro que eu adoraria... sempre ouvi falar bem, mas não imaginava que fosse ao estilo da Judith McNaught... vou colocar na minha listinha de compras...


    beijos,

    ResponderExcluir
  7. Olá!


    Sou suspeita,
    adoro o gênero
    e com certeza em breve vou ler, já está na minha lista de desejado ;)


    Beijos
    Luciana

    ResponderExcluir
  8. Oi Carlinha
    Li esse livro ano passado e amei!

    É daqueles de fazer suspirar, né? rs

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. KassiaCrislayne19/06/2012 22:38

    Não cirto muito romances históricos, mas a sua sinopse me conquistou! Fiquei com vontade! ;)


    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Parece que é interessante.
    Não é muito o tipo que eu gosto, mas é uma boa história.

    http://grilsandbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.