Meu Refúgio - Cinthia Freire

MEU REFÚGIO
CINTHIA FREIRE
Publicação independente | 2017


SINOPSE: Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos temos segredos.

Alan sempre se esforçou para ser um bom filho, o aluno excelente, o funcionário dedicado e o melhor amigo que alguém pode querer. A fachada perfeita para esconder seus segredos, fazendo parecer que tudo estava bem, mesmo que por baixo disso se esconda um garoto machucado, perdido e silencioso que, há tempos, deixou de acreditar em promessas.

Monique sempre teve duas certezas em sua vida: seria uma renomada bailarina e seu coração pertenceria a um único garoto, Alan.

Apaixonada e sonhadora, Monique acreditou que nada poderia separá-la de Alan, mas o destino colocou a jovem bailarina diante de escolhas que a afastaram de tudo o que acreditou ser certo, de forma cruel e abrupta.

Um rapaz julgado por ser diferente. Uma garota condenada a pagar por se apaixonar pela pessoa errada. Um segredo capaz de mudar o futuro e de mostrar ao mundo que nada pode destruir um sentimento.

Uma história sobre como o amor verdadeiro pode ser forte, corajoso e capaz de suportar os caminhos mais obscuros em busca do seu refúgio.

Desde MEU ERRO, que iniciou a saga desses amigos tão especiais, a autora nos mostrou a que veio com sua sensibilidade focando em dramas e personagens tão reais, que é como se os conhecêssemos, e isso me cativou na escrita dela. A cada enredo teve uma emoção, um encanto, um sentimento... algo que sempre me deixou sem palavras.
Porém, MEU REFÚGIO – o terceiro volume da série Segredos , que li em 2017, superou os seus antecessores, porque trouxe a simplicidade do que é viver e ser feliz sem medo; a união familiar; o valor de uma verdadeira amizade; o amor e tudo o que esse sentimento representa; o afeto e a esperança em um mundo que tudo conspira contra pelas maldades que imperam de quem menos esperamos e que devia nos proteger.
Em diversos momentos, me identifiquei com a vida do Alan, um menino de uma família simples, bom filho e amigo, íntegro e trabalhador, que passou por obstáculos que muitos teriam desistido na primeira oportunidade, mas de menino carente e pobre tornou-se um vencedor, sem usar de subterfúgios para conseguir conquistar seus sonhos, mas sim por seu próprio mérito, por ser sensível, determinado e altruísta em busca dos seus objetivos.
Alan emana uma aura inabalável, que permeia a todos ao seu redor, dando uma sensação de aconchego, refúgio, bem-estar.
Apesar de uma infância sofrida, ele se tornou um homem de uma idoneidade ímpar, que lutou por todos aqueles que ama. Sempre esteve lá nos bons e maus momentos com um ombro estendido ou uma palavra de conforto, esquecendo-se de si mesmo em prol do próximo.
Vocês viram apenas uma parte do personagem nos livros anteriores, contudo, ele vai muito além do que aparenta: é um guerreiro como poucos. Mesmo com seus problemas, inseguranças, sempre ergueu a cabeça e encarou tudo de frente, não desistindo de lutar.

Prometo, porque nesse momento é tudo o que posso garantir a ele. Não importa o que aconteça, eu sempre vou amá-lo e por ele farei qualquer coisa, suportarei todas as dores e lutarei todas as batalhas. (...), eu darei a minha vida. Afinal de contas eu também preciso acreditar nisso para poder ter forças e enfrentar o que ainda me espera.

Já Monique me surpreendeu por sua força, coragem e generosidade. Mesmo sendo de uma família abastada, com todos os dramas que vivenciou, ainda possuía dentro de si a pureza dos bons sentimentos. Uma jovem que tinha tudo, mas carregava uma tristeza em seu semblante que nenhum leitor imagina o seu dilema. Eu sofri, chorei de dor, desespero, gritei de impotência, tive ganas de matar certa personagem... Quem ler, com certeza terá a mesma reação que a minha, acho que até pior.

Não preciso dizer nada, ele abre seus braços e me encaixo em seu abraço desajeitado, choro em silêncio e agradeço a Deus por ter uma casa para onde voltar, uma família para me acolher, não importa como eu esteja, eles sempre estarão aqui por mim, e isso é a minha maior riqueza.

Os dois são como náufragos perdidos e que buscam no amor que surge entre eles, um refúgio, um aconchego, um conforto para os seus dramas, um alicerce que os ampare em meio à tempestade como um barco à deriva. Um amor como o deles transcende o tempo, o preconceito e as barreiras que o destino insiste em colocar em seus caminhos. Os transforma de tal forma que só esse sentimento forte e que nos move é capaz de nos trazer esperança quando não há mais luz.
A autora simplesmente dilacerou e enterneceu meu coração em diversos momentos com personagens encantadoramente humanos. Há temas importantes que foram abordados com maestria e sensibilidade. Adorei rever todos os personagens e uma pessoinha em especial tocou profundamente o meu coração. Prepare-se emocionalmente, assim como também os lencinhos, o chocolate... ou que lhe dá algum tipo de conforto, porque, a partir que você vivenciar todas as emoções dessa história, sua perspectiva sobre a simplicidade da vida e de como ser feliz não será mais a mesma. Esse livro é uma lição de vida, de empatia e esperança.

À venda em e-book na AMAZON e pelo KINDLE UNLIMITED.



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Copyright © 2009, 2022 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.