Todo Ar que Respiras :. Judith McNaught


TODO AR QUE RESPIRAS
JUDITH MCNAUGHT
Bertrand Brasil

Título Original :. Every Breath You Take
Título em espanhol :. Suspiros de Pasión

Dona de um restaurante em Chicago, Kate Donovan não poupa esforços para cumprir seus objetivos. Mitchell Wyatt é um empresário de personalidade indomável, herdeiro da expressiva fortuna da família Wyatt. Kate tentou resistir a Mitchell, mas foi em vão. A princípio, deram passagem à timidez, mas com o tempo se entregaram a um turbilhão de emoções novas e mágicas, diferente de todas as experiências que já haviam vivenciado.

O cenário da paixão arrebatadora é a ilha tropical de Anguila, terrritório britânico no Mar do Caribe. Mas a plenitude da felicidade chega ao fim quando Mitchell é intimado por sua família a comparecer ao interrogatório sobre o desaparecimento de seu irmão. Com o alvoroço e a pressão provocados pelos jornais, ele se isola em seu mundo de poder e privilégios.

Insegura, Kate começa a desconfiar do que sabe a respeito de sua misteriosa paixão. Teria sido ele o culpado de um escândalo com tamanha proporção? Que segredos revela seu passado? O que o futuro lhe reserva? O que ele planeja com ela?

Numa história que dosa paixão, mistério, assassinato e psicologia em tom dinâmico e arrebatador, a mestre do romance Judith McNaught, autora do best-seller 'Witney, meu amor', instiga leitores do mundo inteiro a conhecer o desfecho dessa eletrizante relação de Kate e Mitchell e das inúmeras intrigas em que se envolvem.

"Todo Ar que Respiras" é o mais esperado romance de McNaught de todos os tempos.

♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸.•♥

Recomendo!

Terminei de ler ontem esse romance de Judith McNaught e quase fiquei sem ar ao lê-lo!!! :)

Adorei, porque o livro é charmoso, sexy, enfim... TUDO DE BOM! Assim como todos os livros da Judith que li até hoje. Nenhum deles me decepcionou até agora.

Eles se conheceram num paraíso: Kate Donovan, a bela dona de um restaurante em Chicago que venceu pelos próprios esforços, e Mitchell Wyatt, empresário implacável, herdeiro da fabulosa fortuna da família Wyatt — e, como logo Kate fica sabendo, um homem que não aceita um não como resposta. Durante o idílio dos dois na ilha tropical de Anguilla, Kate e Mitchell baixam a guarda e entregam-se, deixando de lado suas inibições — lentamente, a princípio, e depois num turbilhão de emoções novas e mágicas, diferente de tudo que já haviam vivenciado.

Mas esse momento tão feliz e encantado chega ao fim quando a família Wyatt intima Mitchell a comparecer ao interrogatório sobre o desaparecimento do irmão. Em meio ao estardalhaço da mídia, ele busca proteção no mundo de privilégios e poder a que pertence, levando Kate, que está insegura, a questionar tudo que sabe sobre seu arredio e misterioso amante: ele é realmente o culpado nesse escândalo de tamanha repercussão? Que segredos o seu passado esconde? O que lhe reserva o futuro... e quais os planos dele em relação a ela?

Enquanto Kate luta contra suas dúvidas — e tenta ignorar certas evidências — para confiar no homem fascinante que talvez também seja seu mais temível inimigo, a rede de intrigas torna-se cada vez mais intrincada... e o resultado é o romance mais fascinante que Judith McNaught já escreveu.

Agora vou falar um pouquinho mais a respeito das minhas impressões sobre esse romance fascinante.

Durante a leitura, eu me perguntava o por quê desse título e tentava achar uma conexão com a história. Quando cheguei ao final da última página, tive uma surpresa enorme e fiquei emocionada ao ler essa cena. Muito lindo e romântico!

Mitchell Wyatt conhece a bela Kate Donovan na paradisíaca ilha tropical de Anguila, terrritório britânico no Mar do Caribe e instantaneamente surge entre eles uma pasão avassaladora. Pela primeira vez na vida, Mitchell acredita que pode amar e ter uma mulher ao seu lado. Kate acredita que esse encontro entre almas gêmeas foi mágico e que a química entre eles é perfeita. Mas por uma brincadeira do destino, eles são separados abruptamente por intrigas, mal entendidos e desencontros. Mitchell tem de voltar a Chicago para o interrogatório sobre a morte de seu irmão. Kate se vê em uma rede de intrigas e começa a desconfiar do que sabe a respeito desse misterioso homem. Então, o destino os separa brutalmente. Por uma forte razão e um gravíssimo problema, três anos depois, Kate se vê obrigada a procurar por Mitchell, onde eles são colocados frente e frente pra resolver esse quesito que diz respeito somente aos dois... mas você terá que ler o livro! (risos).

Também não posso deixar de comentar que
Mitchell Wyatt, de personalidade indomável, é um homem bem-sucedido, riquíssimo, poderoso, lindo e absolutamente deslumbrante, glamouroso, irônico, sofisticado, descontraído e muito atraente... Emana vitalidade e sensualidade, além de uma força de encanto e beleza. Como a própria Kate pensa: "Ele parecia uma fantasia... espirituoso, charmoso, atencioso, bondoso, além de — ah, sim — bonito de matar e sexy." E tem mais, é um homem íntegro e de caráter. (Quem não queria alguém assim? rs.)

Como não podia deixar de ser, eu simplesmente amei ler nesse livro a participação de dois casais muito queridos de livros anteriores da autora:

~ Matt Farrell e Meredith Bancroft; e
~ Zack Benedict e Julie Mathison.

Eles são amigos íntimos de Mitchell, que tem um grande calibre, pois não é qualquer um que é amigo intimo de Matt e Zack. Até agora não sei qual dos três eu escolho para ser "meu heroi" favorito! Está difícil, viu? (risos), porque todos eles, assim como todos os mocinhos dos romances da Judith McNaught, são inesquecíveis e apaixonantes!!!

Amei esse livro, mas ele tem um porém. No final ficaram algumas pontas soltas e coisas sem explicação,
que precisavam ter sido esclarecidas antes do final, mas que ficaram esquecidas no meio do caminho. Mas como a autora é fenomenal, até dá para perdoar esses erros, mas que isso não se repita. :)

Eu ouvi diversas opiniões controversas em relação a este romance contemporâneo, mas nada me impediu de vivenciar os momentos de emoção e de diversão, onde eu gargalhava, além de todos os ingredientes necessários para um romance inesquecível: paixão, sensualidade, intriga, assassinato, amor, ódio, perdão...



~*~ Curiosidades ~*~

Como citei acima, no livro, você encontra novamente dois casais inesquecíveis dos romances contemporâneos da Judith. McNaught: Matt Farrell e Meredith Bancroft; Zack Benedict e Julie Mathison.

No livro, Matt Farrell continua casado com Meredith Bancroft e até hoje não perdoou o pai dela por tê-los separado, mas apenas tolera o sogro por causa de Meredith. Você pode ver a história deles em "Em Busca do Paraíso". Eu até fiz uma resenha sobre esse livro, que é maravilhoso!!!

No livro, Zack Benedict e Julie Mathison continuam casados e felizes. Você pode ver a história deles em "Tudo por Amor".

Previsto para ser lançado em 2010/2011, o próximo livro da Judith, "Can’t Take My Eyes Off Of You", você verá a história de Holly Braxton (melhor amiga de Kate Donovan, do livro 'Todo Ar que Respiras') e Clay Westmoreland (Será um descendente do Clayton Westmoreland?, do livro 'Whitney, meu Amor'). Me parece que eles se reencontram em um casamento dez anos depois de um casamento desastroso na juventude... Conta a história de um homem complexo, carismático e uma mulher bem sucedida, espirituosa, que em sua juventude apaixonou, casou e divorciou-se - mas anos mais tarde é dada uma segunda oportunidade rara para descobrir seu amor e reacender seu relacionamento. Brilhantemente escrito, esse conto triunfante do amor perdido e recuperado - com participações de personagens populares de seus livros anteriores - 'Can't Take My Eyes Off of You' vai exatamente lembrar milhões de fãs de Judith McNaught porque seus romances ganharam seus corações.

Esses livros pertencem à série "Paradise" ou "Perfecta", que é composta por quatro romances contemporâneos, que são:


♥•.¸¸.•♥´¨´♥•.¸¸.•♥•.¸.•♥

Deixando um pouquinho o assunto de lado... Segue no quadro abaixo:

De uns tempos pra cá, estou percebendo que depois de lançar a primeira versão de um livro nos Estados Unidos, a Judith McNaught acaba lançando esse mesmo livro posteriormente com um final bonus, ou melhor 'bonus scenes'. É um tal de "Final Estendido"

Eu tenho dois livros dela em português e alguns ebooks. Mas nos livros que eu tenho não tem esse final estendido.

O que é que está dando na Judith para ficar mudando final de livro depois de algum tempo? Custava incluir tudo em uma só versão!!!

Fiquei sabendo que ela fez isso em 'Whitney, meu Amor' e agora com "Todo Ar que Respiras" e, se não me engano, em "Alguém para Amar" ou "Agora e Sempre" (não tenho certeza qual desses dois).

Sinto-me lesada em 'bonus scenes', ou melhor, em versão estendida também, ainda mais quando sei que a edição cortou fatos relevantes da história. Humpf!

São só esses livros que ela fez isso, ou tem mais algum?


Gostaria muito de saber o que houve no final estendido dessas histórias... e que fossem lançados aqui no Brasil com esse final. Ficaria muito feliz!

É isso aí, esta foi a minha dica de hoje.

Espero que tenham gostado.

21 comentários:

  1. Carla,

    Esse livro está a minha espera na minha longa lista.
    Eu simplesmente amei sua resenha. Mais uma vez ela ficou perfeita. Adorei a dica sobre o livro fazer parte de uma série. Sou sua fã.
    Beijos de fada.
    Luka.

    ResponderExcluir
  2. Ei Carla,
    Eu ainda não li nenhum livro da autora embora so tenha visto ótimo comentários aff
    Tenho q tirar o atraso rs
    Estranho isso de mudar o final, nunca tinha ouvido falar.

    bjo

    ResponderExcluir
  3. Esse livro está na minha lista há um tempo, desde que a Lili do Nossos Romances fez uma resenha dele, e a sua me instigou mais ainda, uau!
    O título é perfeito, e o Mitchell, O_O que é esse cara? Pela sua descrição, mais que perfeito hehe

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Carla! Seu blog é lindo, parabéns! E depois de toda essa propaganda sobre esse livro, vou ser obrigada a ler =) Sou suspeita pra falar, porque adoro a Judith e os livros dela. Apesar de ainda não ter lido todos, o meu preferido é Whitney, meu amor! É lindo, não enjôo de reler! Já estou te seguindo, ok? E se quiser visitar meu bloguinho, ficarei bem feliz! Bjinho!

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!

    Eu também gostei desse livro - apesar de não considerar um dos melhores dela. Estou louca para ler o do Westmoreland contemporâneo. Espero que logo o lancem por aqui.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha. A maioria das que li falava que este livro era mais fraco que os outros da Judith e tals, por isso nunca me animei a ler. Mas, quem sabe? Mesmo sendo mais fraco, um 'fraco' da Judith já deve ser muito bom... ;)

    Ah, como eu queria mais livros dela publicados por aqui! Não dá para entender pq eles não publicam de novo, não é?

    Não sabia esse negócio dos finais estendidos...

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Carla,

    Parabens pela resenha. Adorei!
    Sou uma das que gostou MUITO desse livro...
    Alias,na minha opiniao Judith pode errar a maozinha um pouquinho que ainda assim sai um livro maravilhoso..risos...

    Teu blog ta cada dia melhor...

    Bjos,

    ResponderExcluir
  8. Olá carla... nossa seu blog é uma fofurinha!!!
    Bom, eu vim aqui pra falar um pouco da Judith Mcnaught, essa autora que, pra mim, é a melhor das melhores. Acho que não tem nem comparação. já li praticamente todos os livros dela
    (só faltam os que ainda não tem tradução)... e ela é maravilhosa!!!

    Mas vamos parar de elogios...
    Eu queria falar mesmo é sobre as "versões estendidas"...
    O final de Whitney meu amor foi resumido em uma comunidade e se vc quiser eu posto aqui...

    Já vou logo avisando que é muito lindo!

    bjos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Luka.

    Fico feliz por você ter amado a resenha.

    Tenho certeza de que, ao lê-lo, você vai amar! :D

    Depois de muito pesquisar na internet, descobri que ele fazia parte de 2 séries.

    O mais legal, é que você encontra personagens muito queridos e fofos de livros anteriores da Judith McNaught.

    Mais uma vez, obrigada pelo carinho e pelos elogios.

    Beijos.

    Carla.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nanda,

    É uma pena você ainda não ter lido!
    Tenho certeza que, ao ler um livro dela, você vai se encantar e se apaixonar... não só pelas histórias, mas pelos mocinhos encantadores! rs.

    Quanto a mudar o final, é que depois de um certo tempo, a autora relança novamente esse livro com um 'bonus scenes', ou melhor, um final estendido, onde acrescenta mais coisas...

    Fico chateada com isso, já que aqui no Brasil, sempre publicam de acordo com a primeira versão.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Dandra,

    É uma pena você ainda não ter lido!

    Tenho certeza que, ao ler um livro dela, você vai se encantar e se apaixonar... não só pela história, mas pelo mocinho encantador! rs.

    Concordo plenamente com você quando disse que não só o título, mas o mocinho também é mais do que perfeito!!! hehehe. Sem comentários!!! rs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Aninha.

    Seja muito bem-vinda!
    Obrigada pelos elogios!

    É uma pena você ainda não ter lido!

    Garanto que vai amar!

    Eu também não li todos os livros da JM, mas os meus preferidos, entre os que li são:

    - Em Busca do Paraíso
    ~ Lembranças de nós Dois
    - Whitney, meu Amor!
    ~ Até Você Chegar
    - Alguém para Amar
    ~ Agora e Sempre

    Mas é dificílimo escolher qual o seu preferido, porque todos esses acima são ótimos, cativantes e apaixonantes! :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Regina.

    Concordo com você!

    Apesar de eu ter adorado esse livro, também não o considero um dos melhores, já que ela tem outros livros, que são fabulosos, como "Tudo por Amor", "Em Busca do Paraíso", "Whitney, meu Amor!", etc.

    Estou ansiosa também para que lancem por aqui brevemente "Can’t Take My Eyes Off Of You", pois estou louca para ler esse livro contemporâneo do Westmoreland.

    Não vejo a hora!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Fernanda.

    Fico feliz que você aprovou minha resenha.

    Eu também li muitas críticas a respeito, mas isso não quer dizer que o livro seja ruim. Mesmo sendo mais fraco, é muito bom... ;)

    Eu também queria muito que publicassem mais livros dela por aqui! Alguns já estão sendo relançados pela Bertrand Brasil, mas o preço é exorbitante!

    Descobri há um tempo, sobre os finais estendidos... Fiquei sabendo que depois de um certo tempo, a autora relança novamente esse livro com um 'bonus scenes', ou melhor, um final estendido, onde acrescenta mais coisas...

    Fico chateada com isso, já que aqui no Brasil, sempre publicam de acordo com a primeira versão. É revoltante!

    Até agora, pelo que sei, ela fez isso com 3 ou 4 livros.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, ,

    Obrigada pelo carinho e incentivo de sempre!

    Eu também gostei muito desse livro, apesar do porém que citei em minha resenha.

    Até perdôo um erro da JM, porque acho ela uma escritora fantástica e seus livros são maravilhosos, assim como seus personagens... (risos).

    Beijos.

    Carla.

    ResponderExcluir
  16. Oi, fernanda.

    Seja bem-vinda!

    E muito obrigada pelo carinho.

    Eu também acho a Judith Mcnaught a melhor autora de romances históricos que tive o prazer de ler. ADORO!

    Eu li alguns livros dela, mas pretendo ler todos e, aos poucos, vou postando aqui!

    Quanto às "versões estendidas", gostaria muito que você postasse aqui, se não for problema.

    Deve ser lindo mesmo, já que esse livro é estupendo!

    Gostaria muito de ler a versão estendida completa, mesmo se for em inglês não só desse livro, mas dos outros também. Sempre procuro e não encontro.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Totalmente injusto... estou indignada... também quero um bonus... onde já se viu!!
    Pronto passou...kkk

    Adorei conhecer seu blog, vim retribuir sua visita e vi que temos várias leituras em comum, mas opiniões muitas das vezes diferentes...rss

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  18. Oi, Débora.

    Seja bem-vinda!

    Sempre que posso, estou visitando seu blog, que também está maravilhoso!

    Concordo com você que, apesar de termos leituras em comum, as opiniões se divergem. rs.

    Amo os romances da Judith, especialmente os históricos, mas também fiquei indignada e acho uma injustiça esse negócio do final estendido em alguns livros da Judith. Me sinto lesada! rsrsrs.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Beatriz lopes23/06/2012 18:53

    Confesso que só li esse livro depois de ler seu comentário.
    E, como você, eu adorei.
    Até que não me importei com os 'pontos soltos.' Talvez fossem irrelevantes. O importante é que o romance foi perfeito.

    ResponderExcluir
  20. Ontem terminei de ler este livro.
    Adorei do começo ao fim... e quando cheguei ao final, realmente chorei !!! Que autora maravilhosa é a Judith, ele consegue nos fazer rir, chorar, ficar com raiva, torcer pelo final feliz.
    Vou começar a ler novamente pois, até hoje, todos os livros dela eu tenho que repetir a leitura, isto aconteceu: com Um reino dos Sonhos, Whitney, Um lugar no Paraiso, o conto Milagres, enfim AMO TODOS OS LIVROS DA JUDITH.

    ResponderExcluir
  21. Ontem terminei de ler este livro, e como todos os da Judith: AMEI.
    Que excelente escritora ela é !
    Em todos os livros que lí até hoje, ri, chorei, fiquei com raiva, torci pelo final feliz, simplesmente´são sensacionais.
    O final foi simplesmente maravilhoso !! Amei, amei, amei...
    Vou ler novamente, todos os dela não consigo ler um vez só, foi assim com: Um lugar no Paraiso, Witney, Um Reino dos Sonhos, Milagres.

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.