Para Sempre - Kim e Krickitt Carpenter

PARA SEMPRE
KIM E KRICKITT CARPENTER

Este livro autobiográfico que, no original em inglês intitula-se The Vow, de 144 páginas, foi uma grande surpresa por ser uma história de amor comovente e, ao mesmo tempo, emocionante e inspiradora. Lembrei-me dos romances de Nicholas Sparks e Uma Vida sem Limites, de Nick Vujicic.

Krisxan, carinhosamente chamada de Krickitt, porque era cheia de energia como um grilo, era uma ex-campeã de ginástica olímpica entusiasmada, convicta, otimista, espirituosa, de grande autoestima, gentil, carinhosa, prestativa, atlética, vivaz e hiperativa. Era uma cristã fervorosa, que já trabalhou como missionária.

- A vida não é justa: é apenas a vida. Todos têm momentos em que sentem como se estivessem à deriva, abandonados mesmo... Mas não é verdade. Não para quem tem fé.

Pág. 20

Kimmer Carpenter, ou Kim, era um técnico esportivo generoso, humilde, gentil, carinhoso e singular. Conheceu-a através de um telefonema e, a partir daí, foi amor à primeira vista.

O que havia naquela pessoa (...) que fizera com que eu me sentisse como um adolescente nervoso e apaixonado?

Pág. 13
Uma parte de mim quer se encontrar com ele, acho que vai ser bem divertido. Outra parte não quer, porque não desejo começar a nutrir sentimentos por ele se esse relacionamento não for algo bom, isto é, uma coisa que me deixe feliz.

Pág. 19

Desde que se conheceram tiveram uma forte ligação espiritual e muitas afinidades em comum, porque eram almas gêmeas. Mesmo namorando à distância, compartilhavam seus anseios, medos, sonhos, conquistas e dificuldades, até que a relação foi se aprofundando intensamente mesmo com obstáculos no caminho quando decidiram selar essa união.

- Krisxan, passei a amá-la muito desde que a conheci. Agradeço a você por me amar dessa maneira tão bela e especial. Prometo amá-la e respeitá-la completamente. Prometo sustentá-la e protegê-la em tempos de necessidade e dificuldade. Prometo ser fiel, honesto e aberto; devotar-me a cada uma de suas necessidades e desejos. Acima de tudo, prometo ser o homem por quem você se apaixonou. Eu amo você.

Pág. 25

Após dois meses de casados, sofrem um acidente automobilístico gravíssimo deixando ela em estado de
coma por várias semanas e ele com ferimentos que marcariam suas vidas drasticamente para sempre.

As cenas do acidente e no hospital foram palpáveis e comoventes, porque sentíamos a dor e o desespero de Kim à flor da pele, porque ela tinha 1% de chance de sobreviver, apesar das evidências contrárias.

E desabei em lágrimas mais uma vez, dominado pelas emoções que tomavam conta de mim. Tinha que ver minha esposa mais uma vez, antes que ela morresse.

Pág. 43

Ela teve lesões cerebrais, que culminaram na amnésia retrógrada, perda das memórias recentes, ou seja, as de um ano e meio atrás, e não faz a menor ideia de que ele seja seu marido que, a partir daí, se torna um completo desconhecido.

- Krickitt, quem é seu marido?

Krickitt olhou para mim novamente e voltou a olhar para o terapeuta. Eu tinha certeza de que todos podiam ouvir meu coração batendo enquanto eu esperava, em meio ao silêncio e ao desespero, pela resposta da minha esposa.

- Não sou casada.


“Não! Meu Deus! Por favor!”


Pág. 74

Ele sentiu como se alguém tivesse enfiado uma faca no seu peito, porque sempre a apoiou e estivera ao seu lado em todos os momentos. Ficou arrasado porque ela perdeu a sua essência e, a partir daí, é incansável em apoiá-la no tratamento, na sua recuperação e tenta reconquistá-la para reconstruir seu casamento, já que muitos desistem depois de passar por um trauma desse porte.

Será que Krickitt conseguirá voltar a ser a mesma mulher com quem me casei? Será que ela vai se recuperar a ponto de poder ter uma carreira profissional? Será que vai conseguir ter filhos?

Pág. 70

Além do estresse emocional e das incertezas, sofriam pressões por todos os lados, especialmente financeiras, já que os tratamentos de reabilitação eram dispendiosos. Kim não sabia se daria conta desta responsabilidade, mas acaba deixando tudo para trás porque sua esposa era sua prioridade maior, já que requeria cuidados.

Agora, ela era como sua filha ou uma aluna. Suas emoções eram instáveis, devido a duas personalidades: uma, doce e gentil; a outra, com acessos de fúria, que não media suas palavras ou o quanto essas o magoassem.
Por isso, ele tinha que ser forte, tolerante e confiante.

(...) o que eu tinha nas mãos era algo completamente desconhecido para mim: a vida em um mundo distante e nebuloso no âmbito emocional, espiritual e interpessoal, na qual minha esposa ainda estava ao meu lado, mas, ao mesmo tempo, não estava.

Pág. 87
Alguns meses após o nosso casamento, a mulher que eu amava aparentemente me odiava. E aquilo estraçalhava meu coração

Pág. 94

Mesmo sendo fiel e presente, não sabia como honrar os votos trocados, já que ela passou dois terços da vida em hospitais e ele ficava imaginando se um dia iria recobrar a memória.

Como será a vida daqui para frente? Que tipo de pessoa Krickitt virá a ser? Ela sempre será diferente? A jovem mulher com quem me casei ainda está lá dentro ou desapareceu para sempre?

Pág. 79
Eu não conseguia enxergar a minha vida sem a mulher que eu amava, a mulher que eu havia jurado proteger em tempos de dificuldade e desafios.

Pág. 110

Por isso, decide reconquistá-la desde o princípio. Será que finalmente terão uma segunda chance para o amor e Krickitt voltará a ser quem era? Ou será que o divórcio falará mais alto?


SPOILERS!

Passaram por momentos de dor e angústias, decepção e frustração, superação e renovação, onde o amor foi maior do que tudo, que não se deixou abalar nos piores momentos da vida com todas as incertezas que pairavam sobre a relação.

O enredo é narrado em primeira pessoa por Kim. A revisão e diagramação estão excelentes!

Uma história verídica de amor, resignação, aceitação que, com muita esperança, fé e comprometimento, levou a superação. Um enredo profundamente tocante e comovente, que me levou às lágrimas, porque traz uma bela mensagem de esperança a todos os que deixaram o comprometimento de lado e perderam a fé no amor, esse sentimento que move montanhas, capaz de superar tudo mesmo diante das maiores vicissitudes, transformando suas vidas e mostrando o quanto devemos valorizar e respeitar as coisas simples, por mais insignificantes que sejam para você.

“Foi necessário que algo devastador acontecesse para que eu percebesse que vencer não é tudo na vida. Até que alguém passe por uma situação como a que eu passei, essa pessoa não vai entender o que eu digo. Minha perspectiva sobre a vida mudou totalmente.”

Pág. 101

Por isso, só o amor é a única coisa que pode superar para sempre eventos dolorosos. Basta confiar e acreditar!

Quando a tragédia o atinge, (...), não se isole do mundo. Em vez disso, aproxime-se de seus amigos e família. Aí você saberá o que significa receber; e, como resultado, você saberá como dar ao próximo.

Pág. 143

E, para quem não sabe, este livro inspirou o filme homônimo, estrelado por Rachel McAdams e Channing Tatum, que tem estreia prevista este ano aqui no Brasil.

Quero aconselhá-los a lerem primeiro o livro antes de assistirem ao filme, porque senão vão se decepcionar, mas saliento que os próprios autores relatam no livro que o filme foi inspirado nos eventos de suas vidas. Embora haja várias diferenças, o tema central da história permanece.

Por isso, esqueçam-se do livro e assistam ao filme de mente aberta e se emocione. Mesmo achando a atuação do Channing Tatum excelente, achei que não conseguiu passar a mesma emoção que o livro, por serem histórias diferentes. Só quem assistir, saberá do que realmente estou falando, porque o livro foi profundamente tocante.


15 comentários:

  1. Oi Carlinha!

    Estou quase na metade do livro e amando a história! Estava totalmente emocionada com os relatos do Kim rsrsrs

    Todos no serviço perguntaram o que estava acontecendo comigo rsrs

    BJs

    ResponderExcluir
  2. Preciso, preciso, precisooooo! Ah, para tudo! Eu mato por esse livro! uhsaushaushuas Quero o filme, quero o livro, quero o Tatum! ushausahsuusahsuahsua

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3.  Oi, Ka.

    Você vai amar o final. Foi muito emocionante!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi

    Eu ainda não comecei a ler o livro, mas eu já recebi e espero que goste tanto quando você. E depois com certeza terei que ver o filme !  sauashusahsauh'

    Beijos,
    Patty - Cartas para Ficção

    ResponderExcluir
  5.  Oi, Kassia.

    Esse livro é maravilhoso! Prepare seu coração e sua emoção quando lê-lo!

    Apesar de não gostado muito da atuação do Channing Tatum em Querido John. só na cena do hospital com o pai dele, que conseguiu captar a emoção daquele momento, em Para Sempre, ele conseguiu passar toda a emoção do livro, mesmo que a história sendo distinta, como disse na resenha.

    Prefiro o livro, com certeza! ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6.  Oi, Patricia.

    Espero que goste. Depois volte aqui e me diga o que achou. ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Ai ,o filme já saiu e eu nem consegui ler o livro,amei á resenha, adoro romance e tudo mais, beijinhos adorei.

    ResponderExcluir
  8. Ai, eu preciso muito desse livro. Estou desesperada por ele. Pelo trailer o filme sabia que iria me emocionar, mas agora com sua resenha... Preciso muito!!! Acho que me acabarei em lágrimas com ele.
    Linda resenha!
    bjus no core

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei o livro, estou ansiosa pelo filme!
    Linda resenha amia!

    ResponderExcluir
  10. Recebi esse livro ontem *-* Quero muito lê-lo logo!

    Beijos, Nanie - Nanie's World

    ResponderExcluir
  11. Estou lendo no fim de semana vou publicar a resenha no Livrólogos :)
    bjs

    ResponderExcluir
  12.  Oi, Rosana.

    Espero que esteja gostando.
    Oba! Ansiosa para saber sua opinião a respeito do livro.
    Fico no aguardo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Meu exemplar já chegou e estou curiosa com o livro, o filme não tenho vontade ainda de assistir, quem sabe depois de ler o livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  14. Realmente essa historia tbm me lembou muito os romances de Nicholas Sparks (na verdade até pensei que fosse dele o livro). É uma linda historia de amor e superação qie quase me fez chorar em algumas partes. Tive a oportunidade de assistir tbm ao filme, que mesmo com algumas pequenas mudanças me fez ficar apaixonada pela historia desse casal. Amei e indico  

    ResponderExcluir
  15. É maravilhoso mesmo!
    São histórias assim que motivam a gente a valorizar o momento que temos.

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.