Pausa - Colleen Hoover

PAUSA
COLLEEN HOOVER
Galera


Este é o segundo volume da série Slammed (Point of Retreat, 304p.) que é um livro contemporâneo New Adult, um gênero que aprecio muito.

Vale a pena todas as mágoas,
Todas as lágrimas,
Os erros...
O coração de um homem e de uma mulher apaixonados?
Vale a pena toda a dor do mundo...
Pág. 296

Depois de se conhecerem e enfrentarem desafios, desencontros, perdas e problemas emocionais, que colocou seu amor à prova, deixando-os com responsabilidades enormes nas costas, parece que tudo está indo bem na vida de Lake e Will, que estão se ajustando à nova realidade tentando levar a vida um dia de cada vez.

Cada vez mais apaixonados, estão apreensivos de dar um grande passo, já que namoram há mais de um ano, por isso decidem adiar a consumação de seu amor devido a uma promessa que fizeram até estarem prontos para que a primeira vez seja muito especial para Lake em respeito aos dois e para servir de exemplo aos seus irmãos menores.

Só o que o destino acaba testando-os quando Vaughn, a ex-namorada arrependida de Will, cujo rompimento não foi nada amigável porque o abandonara na pior época de sua vida, retorna e quer reconquistá-lo a qualquer custo. Após três anos sem nenhum contato, ele não está nada feliz em revê-la durante uma aula de mestrado e fica cada vez mais aflito porque apesar de suas qualidades, ela era muito egoísta e suas intenções não eram boas.

— Acho que talvez você esteja com ela pelos motivos errados. Talvez sinta pena por ela estar passando pela mesma coisa que você passou com sua família. Se isso for verdade, não é justo com ela. Acho que você deve isso a ela, uma nova chance a nós dois. Para você ver o que seu coração sente de verdade.
Pág. 107

Consequentemente, isso acaba abalando seu atual relacionamento devido aos ciúmes e inseguranças de Layken que, mesmo emanando resiliência e segurança, acaba frustrando-o por sua determinação indômita, qualidade que fez com que se apaixonasse por ela. 

E após um único encontro com Lake, já sabia que a ligação entre nós era maior que a que eu partilhava com Vaughn. Não achava que fosse possível ter uma conexão tão grande com alguém.
Pág. 70
— A única garota com quem você transou tem sentado com você na mesma sala de aula todos os dias nas duas últimas semanas! Por que não me explicou isso? E exatamente na noite em que vou para outra cidade com você... para fazer amor com você... encontro ela no seu quarto? E você ainda dá um beijo na porcaria da testa dela!
Pág. 112

Imaturos diante de tudo o que passaram, não dão o braço a torcer por conta do seu orgulho desmedido, mas há uma forte tensão sexual entre ambos.

— (...). Quis dizer se você acha que ela talvez esteja certa sobre a outra coisa? Sobre a possibilidade de você estar comigo por causa da nossa situação? Por sentir pena de mim?
Pág. 127

Em meio a muitos desentendimentos e provações, o casal terá a ajuda de amigos próximos e, ao mesmo tempo, inesperados que tornam a trama ainda mais mágica. Amei as frases e poesias deixadas pela mãe de Lake, que se adequa a cada situação como um conselho sobre a vida, o amor, a felicidade e os ressentimentos para que eles possam superar os percalços da vida que insistem em ficar nos seus caminhos.

— Will, não estou sem saber se amo ou não você. Estou em dúvida se você realmente me ama ou não.
Pág. 159

Será que o amor falará mais alto e resistirá a todas as provas?

“Às vezes duas pessoas precisam se distanciar para perceber o quanto precisam ficar perto uma da outra.”
Pág. 113
Eu a amei todos os segundos desde então.
E é por isso que me recuso a deixá-la desistir.
Pág. 115

Adorei a capa, cuja imagem da borboleta (não revelarei o seu significado porque não quero soltar SPOILER) refletiu bem o enredo, que foi narrado sob a perspectiva do altruísta e íntegro Will, e dividido em duas partes, sendo que a segunda me deixou literalmente com o coração na mão. Em nenhum momento duvidamos dos seus sentimentos ou das suas escolhas. Foi ótimo entrar na mente do personagem e ver a sequência da história sob um novo prisma.

Apesar dos dramas e de não ser tão profundo quanto o primeiro, a leitura foi extremamente agradável e me prendeu desde o princípio. Não me estenderei muito porque não quero soltar SPOILER, pois desejo que cada um tenha o mesmo torvelinho de emoções que senti, especialmente na segunda parte do livro (fãs de Nicholas Sparks e Kristin Hannah se preparem!), onde torci a cada minuto para saírem vitoriosos dessa árdua batalha.

A escrita da autora continua transparente e envolvente, mas de um lirismo que chega a ser pungente e nos emociona em vários momentos pelas situações realistas que evoca, o que faz com que nos     identifiquemos ainda mais com os dramas vividos tantos pelos personagens principais quanto pelos secundários.

Eles são cativantes e te conquistam à primeira vista por serem determinados e maduros, porque a vida lhes impôs, mas diferente de Métrica senti que aqui os protagonistas não amadureceram em nada diante de tudo o que passaram. Em certos aspectos, essa “infantilidade” me irritou muito, o que fez com que este romance perdesse alguns pontos comigo. Em contrapartida, o achei mais fraco em relação ao primeiro volume, mas a essência ainda permanece, o que me deixou feliz.

Por isso, neste livro fui cativada mais pelos personagens secundários do que pelos protagonistas em si. Adorei Eddie e Gavin, cujo relacionamento dará uma reviravolta; os inseparáveis Kel e Caulder, que estão crescendo; a garotinha Kiersten e sua mãe Sherry, suas novas vizinhas, que também vivenciam alguns dramas peculiares.

Queria que a autora tivesse aprofundado mais a trama em relação a algumas coisas pendentes, mas ao que tudo indica saberemos mais na sequência This Girl.

Como todo casal apaixonado, seus sentimentos se dividirão em poesia como também num coração partido. Claro que viver um grande amor é recompensador e maravilhoso. Mas em meio ao idílio do amor, ao encanto da poesia e ao tormento da dor, os protagonistas terão que encarar seus sentimentos e enfrentar seus demônios pessoais de frente para decidirem se, diante de tanta solidão, mágoas e dor, realmente vale a pena vivenciar este sentimento sublime. 

— (...). Às vezes acontecem algumas coisas na vida que não foram planejadas. Tudo que você pode fazer agora é aceitar a situação e começar a elaborar um novo plano.
Pág. 181

No decorrer da leitura, não tive como não conter a emoção em diversos momentos, especialmente no poema Por Causa de Você, presente nas páginas 192 a 198; e nos dois poemas presentes nas páginas 281 a 285 referentes a Kiersten e Caulder.

Além da trama, há ótimos temas abordados, entre eles: o bullying. Como também aprendemos muitas lições de amor, amizade, humildade, fidelidade, companheirismo, lealdade, perda, fé e esperança.

“Então se conseguir fazer com que seu coração
Dê a um homem uma segunda chance,
Prometo que as coisas não terminar do mesmo jeito.”
Pág. 147

É um livro encantador, dilacerantemente humano e que traz em meio a tantas tragédias uma luz de esperança fazendo com que os personagens não percam a sua essência, porque o amor, a poesia e a dor estão irremediavelmente entrelaçados.

“O amor é a coisa mais bela do mundo. Infelizmente, também é uma das coisas mais difíceis de se manter, assim como uma das mais fáceis de se desperdiçar.”
Pág. 38
“Quero ter amigos em quem possa confiar, que me amem pelo homem que me tornei... não pelo homem que eu era.”
Pág. 188

Slammed Series

1. Métrica (Slammed)
2. Pausa (Point of Retreat)
3. This Girl

Um comentário:

  1. Eu ouço falar demais desses livros e mal posso esperar para lê-los.
    Minha curiosidade está me consumindo...
    Vamos ver o que acho quando ler.
    Parabéns pela resenha, mas acho que tinha muitos quotes.
    Beijos,
    Ana.
    http://www.umlivroenadamais.com/

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.