[Breves impressões] As lembranças em nós - Diana Scarpine


AS LEMBRANÇAS EM NÓS
DIANA SCARPINE
Publicação independente | 2022


Paulina e Sabino têm suas vidas permeadas por amarguras e dores diante dos últimos acontecimentos. Mas o tempo traz a ambos sabedoria para que, mesmo diante dos percalços, eles tenham coragem e perseverança necessárias para recomeçarem. Almas afins, os dois emanam tantos sentimentos, onde a força do amor – ainda presente – pende cada vez mais na balança da desesperança por conta do preconceito (seja pelo status social ou capacitismo), da intolerância e de tantos contratempos.

Verti lágrimas de emoção, enquanto torcia para que pudessem, enfim, vivenciar a felicidade, independente do destino traçado. Depois dessa duologia, esses personagens – que me enterneceram profundamente – permearão minha mente por muito tempo, inclusive por mostrar sobre as dificuldades enfrentadas por uma PcD de forma realista.

Em meio às lágrimas e às lembranças – tão presentes na vida do casal –, não tem como não ser tocado por essa comovente e inspiradora história de amor, cujo desfecho superou minhas expectativas.

A duologia FEITOS DE DOR E LEMBRANÇAS aborda temáticas importantes com muita sensibilidade, entre eles representatividade, capacitismo, acessibilidade e relações familiares.

Mas será que perdi mesmo? Será que tudo não passou de sonhos vãos de uma mulher carente e sem grandes perspectivas de vida? Não sei, só sei que há cicatrizes em meu coração. Cicatrizes alimentadas por lembranças... Lembranças do olhar constelado de Sam, de seus beijos, de seu toque, dos momentos furtivos que passamos juntos... Mas... Por que há sempre um “mas” quando a história não acaba bem? Por que minha família me impediu de ter uma vida normal? Será que não percebem que me manter reclusa em casa não me protege do preconceito, só o torna mais forte e me impede de ser feliz? Que restringir minha vida e minhas possibilidades também é preconceito? Por que Sam esfacelou meu coração? Transformou o meu amor em mágoa?

Por que as lembranças de sua indiferença e de tudo o que aconteceu não me abandonam? Por que, dia após dia, elas agravam feridas que nem se fecharam ainda? Há esperança para mim? Um dia, conseguirei sepultar o passado e viver o presente?

Que espécie de amor é esse, que minha família diz ter por mim, que me cerceia, me prende e me impede de ser feliz?

A culpa e a dor por perder Sam para sempre não me deixam e as horas insistem em não passar. Cada segundo é feito de eternidade e lembranças que me atormentam, mas não tenho como consertá-las.

Esse livro está à venda em formato físico direto com a autora (autografado e com mimos) e em e-book na AMAZON e pelo KINDLE UNLIMITED.





Nenhum comentário:

Postar um comentário


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Copyright © 2009, 2022 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.