Como Quebrar a Maldição de um Dragão :. Cressida Cowell

COMO QUEBRAR A MALDIÇÃO DE UM DRAGÃO
CRESSIDA COWELL
Intrínseca

Título Original: How to Cheat a Dragon's Curse

QUARTO VOLUME DA SÉRIE
"COMO TREINAR O SEU DRAGÃO"

Primeiramente, queria agradecer, mais uma vez, a editora
Intrínseca por ter me cedido cortesmente esse exemplar, que foi lançado em 11 de janeiro de 2011, como também pelo belíssimo trabalho que fazem, porque através da leitura desse livrinho, proporcionaram-me algumas horas de entretenimento e garanto a vocês, caros leitores, que elas passaram voando... (risos).

Como já relatei nas resenhas anteriores da série "Como treinar o seu Dragão", a cada lançamento é uma surpresa a cada página, a cada capítulo repleto de aventura, ação, humor, fantasia e ilustrações extremamente divertidas. Com isso me divirto a cada minuto da leitura, que é extremamente deliciosa, debochada e irreverente, incluindo algumas cenas dramáticas e tocantes, personagens com nomes bizarros. Além disso, também nos passa uma bela mensagem, o que acaba sendo maravilhoso.

Antes de começar a falar da história, achei que essa foi a melhor capa até agora! Linda e alegre! Adoro passar a mão nela! (risos).

Todos já sabemos que Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking, que ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente, mas que sofreu o pão que o diabo amassou para superar todas as dificuldades, simplesmente pelo fato de ter um dragãozinho teimoso e mal-educado.

No volume anterior, vimos como Soluço se saiu no treinamento e todas as aventuras que viveu enfrentando os mais diversos perigos e contratempos, com muitas emoções e, é claro, recheada da teimosia e estripulias do Banguela que, na minha opinião, foi o melhor até agora! (risos).

No final de Como Falar Dragonês, deparei-me com algo surpreendente e inesperado: um dos meus personagens favoritos foi picado por uma Vorpente Venenosa, mas quem? Sem que saiba a picada da Vorpente Venenosa já se abateu sobre ele, porque é tão letal quanto a de uma aranha viúva-negra. Isso deixou-me ansiosa demais, mas finalmente tudo foi esclarecido em
Como Quebrar a Maldição de um Dragão.

A aventura inicia-se em um inverno rigoroso no mundo viking, onde o mar e todas as ilhas internas tinham congelado, o que acabou ficando um deserto de gelo.

Soluço continua com seu treinamento na Ilha da Vilania, disparando velozmente com um enorme trenó viking de madeira, puxados por dragões-de-trenó-dentes-de-sabre brancos rumo à uma expedição de caça com arco e flecha sobre esquis, cujo objetivo era atingir o maior número de pequenos e irritantes Pica-neves Semipintados. E, melhor ainda, Soluço tem que liderar o Grupo de Caça, mas já sabemos que ele não tinha habilidade para liderar, devido ao fato de ser pequeno, magricela e insignificante.

Mal sabia ele, que ia enfrentar em uma ilha próxima uma horda de Histéricos, que eram uma tribo de vikings lunáticos e sedentos de sangue. Eles primeiro matavam e depois faziam perguntas. Que medoooo! (risos). Eles não costumavam perturbar as outras tribos, porque ninguém entrava e saía da Ilha da Histeria, a não ser nessa época e, para piorar, há um dragão-marinho monstruoso hibernando e aprisionado em mares profundos congelados, o terrível Garra de Destruição.

Como obra do destino, a Lei de Murphy interfere mais uma vez na vida de Soluço e, nessa expedição, acontece o improvável e inevitável: o caçador se torna caça dos terríveis Histéricos!!!

Isso não é nada. (risos). Para piorar, um dos meus personagens preferidos está muito doente e começa a agir de forma que não combina com ele, tendo surtos de loucura, o que faz com que Soluço fique muito preocupado, porque os vikings jamais adoeciam.

E, como se não bastasse, Soluço tem que encontrar o antídoto para a cura da Vorpentite, que é um Vegetal-Cujo-Nome-Ninguém-Ousa-Dizer, originário da América, que até então ainda não tinha sido descoberta. (Essa parte da história é ótima!) Mas, é claro, apenas uma pessoa tem esse antídoto!!! Quem será, hein? (Quando li "Vegetal-Cujo-Nome-Ninguém-Ousa-Dizer" morri de rir, porque me veio à mente "Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado" dos livros do Harry Potter. Lembram? Me deu saudade!).

Como é comum em toda aventura, nosso herói vai contar com a ajuda de vários amigos, entre eles: a ladra Camicazi, que está de volta, e o grande Dragão-de-trenó-dentes-de-sabre, Caolho (apesar de ser ranzinza, gostei muito dele).

Em meio à tudo isso tem algumas cenas engraçadas com Banguela, entre elas:

- Alguma c-c-coisa acertou a p-p-poupança de B-B-Banguela! C-C-Como B-B-Banguela pode d-d-dormir com coisas acertando a p-p-poupança dele?

Pág. 30
(...) não funcionou, Banguela pousou no ombro de Soluço, (...) e gritou bem dentro de seu ouvido:

- SOCORRO! SOCORRO! Banguela precisa fazer p-p-pipi AGORA!

Pág. 67

Nessa hora, eu quis morrer!!! Acho que eu daria uns petelecos nele! (risos). Levantar da cama em plena madrugada de inverno não é para qualquer um! Pobre Soluço! E, para piorar, vocês nem imaginam o que o Banguela faz... (risos).

Uma cena, em particular, foi hilariante!!! Que peninha não poder citar aqui, mas digo que tem a ver com um agasalho. Foi demais! (risos).

Será que Soluço vai encontrar o antídoto para a picada da Vorpente Venenosa e vencer a batalha com o perigoso machado de Norberto, o Demente, seu inimigo e, ainda por cima, derrotar o assustador Garra da Destruição? Será que ele sairá vitorioso quebrando uma maldição que paira sobre esse dragão?

Será que ele conseguirá, mais uma vez, ser o herói da história e escapar ileso de todas as formas? Isso você só saberá lendo o livro! (risos).

Essa é uma das minhas séries infantojuvenis favoritas, mas achei que este volume não supriu totalmente as minhas expectativas em relação aos anteriores, porque senti muita falta das traquinagens do Banguela, já que este está hibernando, senti falta de algumas respostas às questões que ficaram pendentes no livro anterior, especialmente sobre o que houve com Alvin, o Traiçoeiro. Senti que faltou a adrenalina e as coisas inesperadas das aventuras anteriores. Percebi que este livro foi mais centrado em Soluço, que está amadurecendo para tornar-se o líder que todos esperam, com muita astúcia, coragem, caráter, generosidade, valorizando a integridade das coisas certas, entre elas a amizade e a lealdade. Mas talvez isso seja uma pausa para os próximos livros que virão. Quem sabe, né? (risos).

Apesar disso, continuo adorando conhecer um pouco mais acerca do universo viking, porque sou fã dessa turminha que fascinou-me desde o princípio. Por isso, está mais do que recomendado!

Conheça os outros livros dessa série infantojuvenil escrita e ilustrada pela própria autora:

Como Treinar o Seu Dragão

1. Como Treinar o Seu Dragão (How to Train Your Dragon)
2. Como Ser um Pirata (How to Be a Pirate)
3. Como Falar Dragonês (How to Speak Dragonese)
4. Como Quebrar a Maldição de um Dragão (How to Cheat a Dragon's Curse)
5. Como Mudar uma História de Dragão (How to Twist a Dragon's Tale)
6. Guia do Herói para Vencer Dragões Mortais (A Hero's Guide to Deadly Dragons)
7. How to Ride a Dragon's Storm
8. How to Break a Dragon's Heart

Fiquei ansiosa com o desfecho final e mal posso esperar pela próxima aventura e ver o que acontecerá com Soluço, Banguela e toda a sua turma em: Como Mudar uma História de Dragão. Será que finalmente terei as respostas às algumas questões que ficaram pendentes no volume anterior? Tudo indica que sim. Só me resta aguardar!

18 comentários:

  1. Gostei da resenha, acredito que o livro é divertido!! Assisti o filme que teve inspiração nos livros, e é ótimo!

    Ótima resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Essa série é fofaaaa!!! adoro!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Já li esse livro!!
    Muto boom mesmo!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  4. Carla, o livro é maravilhoso mesmo.
    Adorei a sua resenha empolgada :-)

    ResponderExcluir
  5. Ah... não li a resenha >.< Não acredito que nunca li nenhum livro dessa série... parece ser tão boa!!!

    ResponderExcluir
  6. Dessa série não li nenhum , e vou ser sincera nem sei se vou ler!
    O estilo não é a minha praia, nada contra mas a pilha ta muito grande para adicionar outros e de um estilo que não leio sempre, mas fica a dica.
    E sua resenha tá ótima!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. aimmmmmmmmmmmmmmmm, q lindo!!!!!!!
    Falta só esse paracompletr minha coleção ( dos publicados no brasil, claro!)
    Amo a serie cada vez ais a cada livro, e mr divirto muito.... são livro spra família toda q com cereza vou gaurdar pro meu filho !
    hehehehe

    Amei a resenha, como sempre, muito completa!
    Bjussssss

    ResponderExcluir
  8. Carlinha,

    Adoro esse seu entusiasmo...E essa ansia de quero mais... =)

    Toda a série está na minha lista de futuras compras.

    Bjos,

    ResponderExcluir
  9. Confesso.
    Não sou muito fã desse gênero.
    Acho que as capas não me estimulam, fico com receio de ser muito infantil!
    kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Todo mundo fala tão bem desse livro, que até me interessei :D não sou muito do gênero infantil, com exceção dos primeiros livros do harry potter, mas acho que vou gostar dele :) Beijos, parabéns pela resenha :*

    ResponderExcluir
  11. otima resenha.
    parece ser bem dicertida essa serie.

    bjos

    ResponderExcluir
  12. Essa série é uma gracinha, minha filha de 10 anos leu o primeiro e se encantou, eu não li ainda, mas to muito curiosa, afinal essa é uma leitura que agrada todas as idades!

    ResponderExcluir
  13. Essa série é maravilhosa!
    Eu quero um dragãozinho igual ao banguela, tá, não precisa ser parecido em tudo, rs
    O meu pode ser menos mimado...

    Quero todos os livros! As ilustrações são o ponto alto não é mesmo?

    beijos Carlinha

    ResponderExcluir
  14. Carlinha, ainda não li nenhum livro da série, mas tenho muita vontade!!Como sempre, sua resenha está ótima!!

    ResponderExcluir
  15. Murphy???Ahhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!! Pentelho! Nem o Soluço ele deixa em paz??w hauahuhuahauha

    Eu morri de rir quando li o primeiro, Carlinha!
    Agora vou ler o segundo! Logo, logo alcanço voc~e hauhauhauha

    ResponderExcluir
  16. Quero descobrir "Como Quebrar a Maldição de um Dragão" com Suluço no "Sonho de Reflexão".

    ResponderExcluir
  17. Quero ler esse livro, adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  18. Nem sei o que fazer com tantas séries que desejo ler...
    Essa resenha está ainda melhor do que outras que já li sobre o livro.
    Parabéns!
    cheirinhos
    Ruddy

    ResponderExcluir


Quer deixar seu comentário? Fique à vontade!

Agradeço sua visita e volte sempre! ^^

Postagens Recentes

Últimos Comentários

Copyright © 2009, 2015 - Sonho de Reflexão - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
As postagens desse blog são de minha autoria. Se tiver algo produzido por outra pessoa, os créditos serão devidamente mencionados. Se quiser reproduzir algum texto meu, me avise e dê o devido crédito. Leia os "Termos de Uso". A imagem da mulher lendo foi retirada do quadro "A Quiet Moment" da artista americana Sandra Kuck.